16:24Alvaro Dias: “O PSDB do Paraná abandonou José Serra”

Na rádio Banda B, há pouco, o senador Alvaro Dias (PSDB) confirmou a declaração de voto ao irmão – e detonou, em entrevista ao vivo à Denise Mello: “A campanha estadual abandonou a candidatura nacional. Quando eu venho ao Paraná nos finais de semana e vejo os programas de TV, vejo um massacre publicitário do PT em todos os programas eleitorais com a presença de Dilma e Lula . E, do outro lado, não vejo a presença de José Serra. Eu creio que este abandono é de certa forma desleal, não é correto se abandonar a campanha de um candidato à presidência”.

10 ideias sobre “Alvaro Dias: “O PSDB do Paraná abandonou José Serra”

  1. gatsby

    Esse Álvaro é dificil de entender! Tá sempre jogando….Suas opções parecem sempre esconder um estratagema. No fundo, estes Dias sempre estiveram mancumunados! Dá-lhe manobrar o povo!!

  2. Pina

    Porque ele Álvaro Dias como membro do PSDB não está fazendo campanha no interior onde ele conhece bem levando com ele José Serra e Gustavo Fruet que ele disse que daria apoio??????
    Tem algo de errado com Álvaro Dias nessa história!!!!

  3. O TOCANTINS

    NEM VC…. PEDIU PARA O SERRA…..

    TRAIDOR….. EX PP…. SEM CARATER SEM BRIO…

    PERDEU A CHANCE DE FICAR CALADO….

    EM 2.014 VOLTARÁ A DAR AULA NA ESCOLA DE CULINARIA EM MARINGA….!!!!!!!!!!!!

  4. Charles Friedrich Junior

    O Beto, conseguiu promover a maior lambança, no Paraná. Mesmo, se for eleito, o Gustavo Fruet e Ricardo Barros ficam sem mandatos, e que eram garantidos se disputassem a reeleição. Se tivesse apoiado apenas um candidato ao Senado, poderia haver maior possibilidades de eleger. Agora, como ele se posicionará em 2012, na eleição para a prefeitura de Curitiba ? Apoiará o Ducci ou o Fruet ? E caso não se eleja governador, será candidato a prefeitura ?E o teu vice o Arns ?Ambos, não assumiram o Serra, como candidato do PSDB. isto, no mínimo é omissão do compromisso partidário. Sua opção, era o neto Aécio, adepto do discurso dos contratos e choques de gestão, na majoritária.Os “jovens” assumindo o PSDB. Infelizmente Beto,você fez a pesquisa do espelho. Espelho, espelho meu existe candidato melhor do que eu ? O espelho apenas refletia a altura do teu “topete” e que agora começa a abaixar. Nos parece que algumas lições de “POLÍTICA”, você não aprendeu com teu Pai, ou gazeou nestas aulas. Mas, ainda restam 12 dias. Lembre do Lerner !

  5. Zangado

    Está querendo um pretexto para apoiar outra candidatura. Tem rato que que tenta ficar na corda bamba do navio até onde der, depois pula em outro salva-vida …

  6. Jeremias, o crente

    O PSDB nacional definiu, antes da campanha, que prioridade era a eleição nacional. Lembram?

    Eu, crente nisso, sempre fiz e continuo fazendo campanha para Serra e Indio da Costa.

    Mas os candidatos locais do nosso partido, o mais ético, acabaram não apresentando o grande economista José Serra em suas campanhas, o que trouxe um sensível prejuízo a todos. A Serra, que não é lembrado como deveria, e aos candidatos locais, só teriam a ganhar “colando” suas imagens a dos mais preparado dos brasileiros.

    Alvaro está certo na crítica interna que faz!

    Estou com Alvaro.

  7. SFU

    Tergiversar tem, dentre outros, o significado de hesitar, buscar rodeios, usar de desculpas. Pode ser, também, o de enganar, buscar atalhos para justificar a pusilanimidade. Esta, a pusilanimidade, pode ser, ainda, a covardia e a poltronice esperta, no contexto do oportunismo. Assim é essa atitude do senador. Vi, numa foto de hoje, ele chorando ao declarar o voto em Osmar. O crocodilo também o faz ao mastigar suas vítimas. Portanto, nada de impressionante no ato melodramático, criado para a situação e para o momento. Ele apenas comprova a imagem que se tem dos polítiqueiros: a capacidade da encenação para motivar os incautos no ato de votar. Diz-se, ainda, que as hienas riem quando devoram a carniça. É o que ele e os seus devem estar fazendo no recôndito do seu abrigo noturno, situado nas vielas escuras e pútridas da campanha política, saboreando o prato frio da vingança que dura 24 anos, quando um grupo resolveu apoiar Alencar Furtado ao governo do Estado do Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>