18:09A selvageria de sempre

As cenas de selvageria de alguns “animais” espancando o torcedor corintiano Jonathan José Gomes da Silva hoje, antes da partida no estádio Couto Pereira, são mais uma pavorosa repetição do que tem acontecido neste país apodrecido. Graças aos deuses o jovem não morreu, como chegou até a ser noticiado, tal o estado que ficou depois do espancamento coletivo. Isso não diminui a gravidade do acontecido, comum em quase todo o país e que tem como origem as famigeradas torcidas organizadas da maioria dos clubes. Quem participou da tentativa de homicídio não merece vestir a camisa do Coritiba. Psicopatas sanguinários não sabem o que é futebol e não têm amor pelo time que utilizam para se blindar e, sempre em bando, como covardes, atacar e trucidar inimigos. A polícia precisa identificar os agressores e, se possível, a Justiça deve deixá-los mofando nas jaulas das prisões. Depois desta nova barbárie, importa o resultado do jogo?

3 ideias sobre “A selvageria de sempre

  1. joao marcos

    Uma covardia sem tamanho, realmente, algo inerente a pessoas psicopatas, com disturbios mentais, isto entristeza o esporte que tem a finalidade de entreter e, se transforma em ato bárbaro e criminoso. Estes doentes transvestidos de torcedores devem ser identificados, denunciados por este comportamento inaceitável e tenham penas severas, exemplar.

  2. Zé Ninguém

    e como poderia ser diferente? Depois que o 51 instalou entre nós o “ou nós ou eles” sendo que o eles é o “inimigo”, o clima de ódio se instalou entre nós. Será que um dia vamos conseguir superar este “ou nós ou eles”? E contando com a famosa “celeridade” da nossa Justiça este é mais um caso para ficar no já famoso “não dá nada mesmo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>