20:23A segunda lista e a presença de Beto Richa

Da Gazeta do Povo

Fachin autoriza e citação a Beto Richa na “delação da Odebrecht” vai ao STJ

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), além de outros cinco paranaenses, estão na segunda “lista de Janot”, divulgada há cerca de uma hora pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Ainda aparecem na relação de nomes a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), o ex-ministro Paulo Bernardo, o deputado federal Zeca Dirceu (PT), o ex-deputado federal Abelardo Lupion e o ex-senador Osmar Dias, pré-candidato ao governo do Paraná em 2018.

A lista foi formulada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com base nas delações da Odebrecht, homologadas no âmbito da Lava Jato.

No caso de Beto Richa, o ministro do STF Edson Fachin, relator da Lava Jato, autorizou o pedido da PGR para levar o nome do tucano ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que é o foro adequado para investigar governadores de Estado. Agora, caberia ao STJ decidir se abre ou não a investigação.

Uma ideia sobre “A segunda lista e a presença de Beto Richa

  1. Jorge Armado

    Caíram as máscaras do Fachin e do Janot! São petralhas togados! Só isso para explicar a inclusão do nome do mais probo e competente de todos os governadores que o Paraná já teve numa lista de ladravazes. Acusar também o chefe da casa Civil, V. Rossoni, de prevaricação é outro absurdo incomensurável. Só pode ser inveja, ou estão recebendo bolívares venezuelanos e pesos cubanos para perpetrar acusações sem sentido! Onde é que vamos parar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>