8:11A barragem dos conflitos

Na próxima quarta-feira (14) haverá reunião no gabinete da Casa Civil do Governo do Estado para se tentar achar um caminho para encerrar o conflito causado pela construção da Usina Hidrelétrica do Baixo Iguaçu, em Capanema, no Sudoeste do Paraná. Na noite de quinta-feira passada (08) houve confronto entre policiais militares e cerca de 150 famílias de agricultores do Movimento dos Atingidos por Barragens no Paraná que ocupavam o canteiro de obras da usina que tem 60% das obras concluídas. Eles não estavam permitindo a entrada dos operários. A Justiça determinou reintegração de posse. Houve resistência. Os policiais lançaram bombas de gás e atiraram com balas de borracha. Três manifestantes foram presos e cinco foram feridos. A NeoEnergia é que constrói a barragem e a Copel tem participação de 30%. O nó da questão é que até agora não se chegou a um acordo sobre a indenização de 1025 famílias que têm terras nas áreas que serão inundadas. O encontro da semana que vem foi tratado pelo secretário Valdir Rossoni que ontem foi a Capanema conversar com os agricultores e garantir a participação na negociação. Segundo representantes da NeoEnergia, há houve tentativa de acordo, mas os agricultores faltaram aos encontros. Além do valor da indenização, os agricultores cobram definição de local de reassentamento e apresentação de um Plano de Desenvolvimento e Plano Urbanístico para os que vivem em área mais próxima à cidade e serão afetados. A conferir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>