7:42Um hospital para Foz, mas com origem em Arapongas

Do enviado especial

Michele Caputo, deputado estadual e ex-secretário de Saúde do Paraná, participa ativamente dá uma consultoria exclusiva para a construção do maior hospital privado de Foz do Iguaçu, cuja finalidade é atender toda a região fronteiriça. Com investimentos da cidade de Arapongas, onde localiza-se o Hospital João de Freitas (Hospital Norte do Paraná), e da empresa Loteadora Santa Alice, o grupo empresarial tem como dirigentes Hélcio Watanabe e Osvaldo Nantes, médico e empresário do ramo de empreita de terraplenagem. O novo hospital tem apoio integral de Chico Brasileiro (PSD), prefeito de Foz.

A área de 500 mil m2 escolhida pela loteadora araponguense fica no final da Avenida República Argentina, que cederá 30 mil m2 para a construção do mega hospital privado. Uma reunião ocorrida no fim de semana passado verificou os impactos urbanísticos do novo loteamento e as necessidades de investimentos em obras públicas na região.

Caputo, secretário durante 7 anos dos dois governos de Beto Richa, incrementou o repasse direto para o hospital privado João de Freitas (que fica estrategicamente entre Maringá e Londrina), saltando para um patamar de recursos mensais maior do que todos os hospitais universitários do Paraná. A estratégia transformou hospital num caso de sucesso empresarial do ramo hospitalar.

O hospital de Foz do Iguaçu vai precisar de investimento público federal e estadual, através de inscrição do projeto no orçamento estatal de Saúde, daí a parceria entre Caputo e o hospital dos médicos empreendedores Hélcio Watanabe e Roberto Koch.

4 ideias sobre “Um hospital para Foz, mas com origem em Arapongas

  1. Assessoria - MICHELE CAPUTO

    Bom dia,

    Por meio de nota, o deputado estadual Michele Caputo (PSDB) esclarece que não presta e nunca prestou nenhum tipo de consultoria a hospital ou qualquer instituição em toda a sua carreira. Com mais de 35 anos como servidor público, nunca atuou na iniciativa privada. Desde o início do ano tem se dedicado exclusivamente ao seu mandato como deputado estadual, representando o povo da Saúde do Paraná e os 51.246 eleitores que o escolheram no pleito de 2018.

    Além disso, não tem qualquer conhecimento sobre construção de hospital público, privado ou filantrópico em Foz do Iguaçu. Inclusive, como secretário estadual da Saúde foi responsável por salvar do colapso o Hospital Municipal Padre Germano Lauck, de Foz do Iguaçu, que estava prestes a fechar as portas.

    Quanto ao Hospital João de Freitas de Arapongas, agora chamado Honpar, Caputo esclarece que a unidade é filantrópica, sem fins lucrativos e presta serviços ao SUS, com a oferta de leitos de UTI e cirurgias especializadas à rede pública de saúde. Sua relação com a hospital durante o período como secretário foi estritamente institucional e depois que deixou a Secretaria nunca nem visitou a unidade.

    O deputado afirma que sua atuação parlamentar tem sido pautada na fiscalização das ações na área saúde e proposição de novos projetos para o setor. Ele ressalta ainda que a atual gestão da Secretaria de Estado da Saúde deve se preocupar com a ampliação da oferta de leitos e serviços à população, tendo em vista que inúmeros hospitais estão demitindo funcionários por conta dos cortes em pagamentos de produção dessas instituições. As mudanças no modelo de gestão também tem afetado diretamente os hospitais universitários, que foram vítimas de cortes na ordem de 30% do orçamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>