16:01E se fosse o contrário?

Colaboradora do blog pergunta, como quem não quer nada:

E se de repente, não mais que de repente, o Senado da República mandasse prender um ministro do Supremo Tribunal Federal por obstrução às investigações de uma CPI, por exemplo? Com envio de agentes da Polícia Federal e tudo?

 

8 ideias sobre “E se fosse o contrário?

  1. Sergio Silvestre

    E TEM UM ALI QUE É MUITO PARECIDO COM UM COMEDIANTE QUE SE APERTAR O CARA NUM CANTINHO O SUJEITO LEVA UNS 100 ANOS DE CADEIA,DIZEM QUE ELE TINHA ATÉ UM BANDO DE JAGUNÇOS NO MATO GROSSO.

  2. TOLEDO

    Muito inteligente a pergunta, a GloboNews levou no Jornal uma Professora da UFRJ de Direito e ela foi bem clara:
    Os Ministros agiram errado e em desacordo com a Lei.
    Eles ficaram enfudecidos pelo que o Senador falou e envolveu o nome deles.
    E a noite os Senadores não tiveram aquilo roxo, aliás só Collor teve.
    Até o Mamona mijou nas pernas e votou para manter o Senador na Prisão. Não importa a pessoa, o partido, mas a Lei deve ser cumprida e não interpretada de acordo com conveniencias.

  3. leandro

    Tem cada coisa estranha no país, e de repente em repente não se pensa, então de repente com tudo que acontece de um achar que pode mais que o outro aparece um terceiro de saco cheio como as forças armadas e de repente a cagada fica maior ainda e nós nem estaremos aqui falando e lendo as besteiras , principalmente do Toledo e Silvestre, que bem ou mal estão exercendo um direito de expressão como todos.
    Então este de repente de lá e de cá deve ficar por aí mesmo e não termos outro de repente.

  4. TOLEDO

    Tem mais ZB:

    É até muito compreensível que os Ministros tenham se sentido ofendidos com o diálogo captado ilegalmente, mas completamente inadmissível que tais Magistrados tenham sido levados pela emoção a ponto de rasgarem a Constituição que prometeram cumprir. E nosso papel de professores de Direito é, com as vênias de praxe, apontar o nosso desacordo.

  5. zangado

    Sempre quando ocorre essas situações lembro do grande e gordo Otto von Bismarck: Os cidadãos não poderiam dormir tranquilos se soubessem como são feitas as salsichas e as leis.
    Acrescentaríamos, na conjuntura atual: … e também os políticos, os ministros, os conselheiros dos tribunais de contas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>