11:14Aqui, não!

Do analista dos Planaltos

Do nada é que surge coisa nenhuma. Nesta semana criou-se uma celeuma entre o presidente do Tribunal de Justiça e o governo estadual por causa de uma mensagem enviada pelo secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, ao presidente do TJ, desembargador Paulo Roberto Vasconcelos. Tudo porque o magistrado recusou o ofício que sugeria uma economia de R$ 73 milhões. Virou notícia a devolução da notificação, considerada desonrosa. Sobre a possibilidade de economizar o recurso sugerido nada foi dito. Ou foi dito nas entrelinhas: aqui gastamos quanto quisermos e não se meta.

2 ideias sobre “Aqui, não!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>