20:46ZÉ DA SILVA

Ele estava dentro de uma van, sentado lá no fundo, portas abertas, veículo cercado de seguranças. A alguns metros, uma senhora segurava pela mão uma criança de uns quatro anos. O chamado foi imediato. Ele queria conversar com a menina que, provavelmente, não sabia de quem se tratava. Ela foi. Ele pegou-a no colo, sorriu com os dentes mais que brancos, falou alguma coisa e a devolveu para a mãe. As portas do carro se fecharam e foi embora, com batedores à frente. A mãe foi caminhando pela calçada com a menina. Juntou-se a ela uma amiga, que ouviu: “Você viu? Ele chamou meu filho, fez um agrado como se fosse a coisa mais comum. É por isso que é Rei”. É. Pelé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>