18:21ZÉ DA SILVA

Da cobertura naquela esquina ele viu todo o reino do vampiro. Estava certo ao pensar, anos antes, que dali daria para vigiá-lo e captura-lo em imagens, principalmente quando saía da casa principal para uma edícula, onde produz suas linhas hipnotizantes. Teve o estalo porque viajava em outros mundos, procurando um caminho, mas se direcionando para o desconhecido outro lado do espelho. Ligou para um amigo, chefe na tv, contou entusiasmado a ideia, aprovada na hora. O amigo também trafegava na mesma estrada, a que a levaria à morte um tempo depois num bar da Boca do Lixo em São Paulo. Não aconteceu nada. O vampiro sobreviveu. O que teve a ideia também. A dona do apartamento também se foi antes do tempo, de bobeira, por causa dos remédios para perder o peso que não tinha em excesso. Há silêncio no reino e no grande espaço no topo do prédio. Assim é.

Uma ideia sobre “ZÉ DA SILVA

  1. Ticiana

    Queria dizer alguma coisa
    Mas, ao não encontrar palavras,
    Veio-me a ideia apenas de olha-lo
    Sem julgar e sem cobrar nada do que há por vir
    Porvir é estranho, pois a gente faz mesmo é no dia, na hora
    E seja o que Deus quiser, pois os anjos voam alto no céu

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>