15:19Vistas do barulho

Nunca antes na história do Tribunal de Contas do Paraná as contas do governo do Estado ficaram para ser julgadas em outra sessão devido a um pedido de vistas de um dos conselheiros. Pois aconteceu há pouco. Ivens Linhares pediu vistas nas prestação de contas referente à administração de 2016 do governo Beto Richa. Elas foram relatadas pelo conselheiro Fabio Camargo. Agora Linhares tem quatro sessões para colocar de novo a coisa na pauta. Nos bastidores isso gerou uma avalanche de teorias – nada boas para o governo. Quem entende do assunto afirmar que várias determinações do TC não foram cumpridas e que algumas novidades apresentadas os conselheiros torceram o nariz, como como por exemplo a venda dos recebíveis. A conferir.

 

5 ideias sobre “Vistas do barulho

  1. Crimeia Silva

    Hahaha. Linha dura? Tão linha dura assim com as férias dos colegas retroativas ao descobrimento do Brasil? 70 mil para um na semana passada. No final de 2016 saiu uma no valor de 400 mil reais. Dá para levar a sério a Corte do Faz de Contas? Kkkkkkk

  2. Crimeia Silva

    Zé. Deixa pra lá. Esqueça. Não publica não. Melhor eu não te complicar e nem me complicar. É que fica de cabelo em pé com o país nessa situação e eles lavando a égua. Bom, valeu o desabafo. Abraço

  3. Estatística

    É triste mas os Tribunais de Contas, que não julgam contas, apenas dão pareceres, são políticos e não técnicos.

    Instituição que deveria ser baluarte da retidão do uso do dinheiro público é, simplesmente, um cartório em defesa do mandante de plantão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>