7:20Um poeta para Rivaldo

… Seria preciso um grande, mas grande poeta para cantar a sina de Rivaldo. Jairzinho jogou uma grande Copa (70), e será sempre lembrado por isso. Rivaldo jogou dua Copas extraordinárias (talvez melhor do que Ronaldo, inclusive). Ganhou tudo que é possível ganhar, fez gols decisivos nos times por onde passou e na seleção (considero o gol dele contra a Bélgica, em 2002, o mais importante da Copa, pois estávamos jogando mal e o juiz já tinha anulado um gol legítimo deles), foi eleito o melhor do mundo e termina seus dias implorando um lugar junto aos meninos do São Paulo. Foi limado da seleção de 2006 sem ninguém lamentar – e olhando de trás pra frente, quanta falta fez! Não vão fazer um jogo de despedida para ele? Um programa de televisão, um mísero sambinha? Entre nossos craques maiores, Rivaldo é de longe o menos amado. Mal-humorado, magro, feio e pouco expressivo, parece ter entrado na máquina cosmopolita sem verdadeiramente compartilhá-la. Mas, um pouco como Joaquim Cruz ou Nelson Piquet, talvez saia dela parecido com o modo como entrou.

de Nuno Ramos no ensaio “Depois do 4×0″, publicado na revista piauí nº 66, edição de março

7 ideias sobre “Um poeta para Rivaldo

  1. Souza

    Ele escreveu que o Rivaldo deu um pontapé na veinha mãe dos filhos dele depois que se encantou com uma jovem em Curitiba, que trabalhava de recepcionista na festa de reabertura do Pinheirão após o jogo da seleção? Rivaldo casou e vive hoje com a moça do Pilarzinho

  2. Francisco Alpendre

    Os seus últimos dias não estão no São Paulo, e sim em um obscuro time angolano. Jornalisticamente, nenhum órgão foi atrás pra saber: é vontade absurda de não largar a bola ou falta de dinheiro? Excelente pauta, nunca explorada.

  3. zebeto

    O texto deve ter sido escrito quando Rivaldo estava no São Paulo. O Esporte Espetacular fez a reportagem em Angola. Dinheiro não falta ao craque. Ele é dono de Mogi Mirim, que comprou há dois anos. Ele gosta de jogar bola. Abraço. Saúde.

  4. Sozorock

    Não entendi a comparação com Nelson Piquet e Joaquim Cruz. Este último, há 30 anos morando nos EUA e fazendo um excelente trabalho de preparação de atletas, principalmente os paraatletas – já recusou propostas da Rússia e China. Ambos bem reconhecidos em seus respectivos esportes e não tem papas na língua. Já o Rivaldo… tá lá no “grande” Kabuscorp do Palanca em Angola… o olha que o moço passou até pelo Uzbesquistão (assim que escreve?). E aquela coisa de fazer gol e cobrir a cabeça com a camisa é uma das piores comemorações que já vi.

  5. Flávius

    Sozorock, vc sabe o que é futebol? Rivaldo sempre foi e será um craque, na dele, tranquilo. Como diz Zé Beto, ele joga porque realmente gosta. Acho que vc admira é o Adriano (o emperrador), Kléber…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>