17:18Todos os assentos dos ônibus deverão ser preferenciais

A Câmara Municipal de Curitiba informa:

Direitos Humanos aprova todos os assentos dos ônibus como preferenciais

Projeto de lei que torna todos os assentos dos ônibus do transporte coletivo em preferenciais foi acatado pela Comissão de Direitos Humanos, Defesa da Cidadania e Segurança Pública, em reunião nesta segunda-feira (3). A proposta, de autoria de Helio Wirbiski (PPS), reserva estes os bancos a idosos, gestantes, pessoas com criança de colo ou pessoas com deficiência (005.00027.2017).

Segundo Maria Leticia Fagundes (PV), relatora que deu parecer favorável à tramitação da matéria, embora já existam bancos preferenciais, além de insuficientes, muitas vezes são ocupados por jovens ou pessoas com condições se seguirem o trajeto em pé.

“Se ainda não há educação suficiente para disponibilizarmos de livre e espontânea vontade os assentos aos usuários preferenciais, uma lei pode trazer a mudança de hábito necessária para modificar a cultura de toda uma geração para que, em Curitiba, se proteja e beneficie os mais frágeis”, afirma a vereadora em seu parecer. Agora a matéria será analisada pela Comissão de Serviço Público.

4 ideias sobre “Todos os assentos dos ônibus deverão ser preferenciais

  1. João Silva

    O que seria da sociedade curitibana sem nossos políticos? Mais um projeto de lei imbecil, estúpido, manipulador, para angariar votos de quem não tem formação intelectual ou se beneficia de causas assim. Mais um projeto que busca interferir no comportamento do individual.
    Quanto ao projeto em si, não vai dar certo…um breve raciocínio…oras já são poucos os lugares reservados e, mesmo assim, alguns não cedem. Seja por má educação, porque espera a solicitação do que ali deveria sentar ou sei lá…vejam, se todos os lugares se tornarem reservado, simplesmente quem estiver sentado vai esperar que outro ceda o lugar…e no fim, poucos vão ceder. Outra coisa, quem fiscalizará está genialidade dos nossos vereadores?
    Eu sou usuário do transporte, cedo meu lugar sendo reservado ou não, vejo muitos que agem da mesma forma, porém…quem tem que decidir se dá o lugar ou não é o passageiro, educação se aprende em casa.. ou com esculacho na rua de terceiros (o que aliás acontece nos ônibus)…
    Legisladores que não abrem mao de seus altos vencimentos e penduricalhos, que não sofrem o que a maioria sofre, não são minimamente indicados para interferir no comportamento geral.
    O certo seria não precisar de lugares reservados.
    O certo seria estes vereadores irem plantar batatas e parar de inventar m…

    Pior, as estupidez, os delírios, a sanha de mudar o comportamento vem quase sempre dos mesmos idiotas…

  2. Roberto Pedreira

    Projeto inócuo para gente incapacitada. Nos falta ética, educação e compaixão, somos um bando de hipócritas egoístas, salvo alguns abnegados iluminados que ganham destaque nessa manada. Se ao menos olhássemos o outro como semelhante boa parte dos problemas da humanidade estariam resolvidos.

  3. ÊEEIIITAAAA!!!!

    E quem continua a pagar as isenções? O resto de retardados que ainda insistem em pegar ônibus! E aí vem o nhenhnehem de que a utilização está sofrendo baixas… Faz ônibus só para preferenciais, ora bolas!

  4. Zé Povinho

    Quanta idiotice e ainda pagamos para estes idiotas legislarem em nosso favor. Hajam imbecis assim na nossa casa de leis. Agora espero que o Greca vete tal barbaridade. Se os nosso edis querem mesmo resolver a questão dos assentos nos ônibus então obriguem o prefeito a aumentar a frota de ônibus, aí vai sobrar lugar para todo mundo, inclusive os idosos, deficientes e grávidas. Esta é mais uma daquelas Leis Que Não Pega. E nem pode. Aviso: sou idoso mas não sou idiota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>