20:02SONETO MASOQUISTA

de Glauco Mattoso 

         Político só quer nos ver morrendo

         na merda, ao deus-dará, sem voz, sem teto.

         Divertem-se inventando outro projeto

         de imposto que lhes renda um dividendo.

         São tão filhos da puta que só vendo,

         capazes de criar até decreto

         que obrigue o pobre, o cego, o analfabeto

         a dar mais do que vinha recebendo.

         Se a coisa continua nesse pé,

         Acabo transformado no engraxate

         Dum senador qualquer, dum zé mané.

         Vou ser levado, a menos que me mate,

         à torpe obrigação de amar chulé,

         lamber feito cachorro que não late

Uma ideia sobre “SONETO MASOQUISTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>