10:12Seus ovos não me assustam

por Rogério Distéfano, no blog O Insulto Diário (http://www.oinsultodiario.com/)

“Enquanto muitos pobres dormiram sem ter ovos para se alimentar” – o único brado ameno de Lula no sábado, quando atacado por ovos em São Miguel do Oeste, SC. Ele reclamava contra os “canalhas” que “tacavam ovos” em sua caravana.

“Desperdício de alimento”, o comentário da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, que inaugurou a bateria ovo-aérea. No melhor estilo gleiciano, aquele da lady petista, arrematou “não temos medo dos ovos de vocês”.

Gleisi ia ao Paraguai de vez em quando em sua época de diretora de Itaipu. Não aprendeu que ‘huevos’, ovos em espanhol, significa coragem, valentia, ousadia, o equivalente a ‘cojones’, os colhões do Brasil, de pouco uso entre nós.

Na falta de cojones, o catarinense ‘tacou’ huevos na caravana de Lula. Feio, e os ovos foram a pior metáfora dos governos petistas. Lula e Gleisi dizem que foi desperdício, ovos são alimentos.

Os ovos catarinenses, lição a extrair. Primários, Lula/Gleisi acham que os ovos deveriam ir para o cara que “dormiu sem ter ovos para se alimentar”. Ovos estão no Bolsa-Família, Lula/Dilma criaram o Pró-Ovo?

Depois de privatizar os ovos públicos – Lava Jato, fundos, Pasadena – querem socializar os ovos privados. Os lançadores – tacadores, segundo Lula – pagaram aqueles ovos com o trabalho, não com a propina.

Se os clientes da demagogia Lula/Dilma dormiram sem ter ovos para se alimentar, os caras que lançaram os ovos acordaram sem seus ovos mexidos. Lula/Gleisi descobriram que o ovo às vezes vem antes da galinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>