12:38Sem direção

Do Analista dos Planaltos

Dois acidentes recentes, em Brasília e no Rio de Janeiro, resultaram em mortes de pedestres e os motoristas envolvidos alegaram problemas de saúde para justificar a tragédia que provocaram. Os dois exemplos refletem uma mínima parte da guerra cotidiana enfrentada por quem está nas ruas e rodovias brasileiras sem saber que tipo de doido está dirigindo o carro que vai ao seu lado ou vem na sua direção. O Conselho Nacional de Trânsito baixou portaria para tornar a renovação da carteira de habilitação mais rigorosa. A medida revoltou o País e a “comoção nacional” fez com que o Ministério das Cidades revogasse a iniciativa, justificando que não haveria necessidade de “afetar a rotina dos condutores que precisam renovar suas carteiras de habilitação/CNHs por todo o Brasil”. “Esta ação acontece em conformidade com os objetivos do Governo Federal, de reduzir custos e facilitar a vida do brasileiro”, informa o Ministério. Então tá!

 

2 ideias sobre “Sem direção

  1. Zangado

    Igual determinação deveria se tomada em relação ao próprio Conselho Nacional de Trânsito: reduzir custos e facilitar a vida dos brasileiros. Por que gastar com esses conselheiros incompetentes e quiçá ligados a interesses escusos ?

  2. antonio

    Está certa a revogação da norma que, aliás, nunca deveria ter sido editada. Não é punindo todos os motoristas que o trânsito vai melhorar. Punir com mais rigor, isto sim, os infratores por bebedeira, principalmente. Parece que é algo direcionado para aumentar a receita das escolas de direção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>