7:59Sem avaliação

Dá para se imaginar qual seria a reação dos sindicalistas se, entre as medidas apresentadas ontem a eles pelo governo do Estado, estivesse a implantação da avaliação dos professores do ensino público, como é feito em Cuba e que resulta em demissão caso o profissional não desempenhe a contento a nobre missão para qual é remunerado, ou seja, ensinar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>