8:26ROBERTO PRADO

Esses dias fui visitar com meus irmãos o paraíso da minha infância, sítio do tio João Ferreira, em São Mateus do Sul. Tinha pinus até perder de vista. Aliás, sem vista nenhuma, nem horizonte. Sequer os pés de erva mate pouparam. O nosso reino não é desse mundo, mas da memória afetiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>