16:33Ricardo Barros e advogado do cunhado respondem nota da Radar

Da assessoria do ministro Ricardo Barros:

Em resposta a nota da coluna Radar, de Veja, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirma:
Juliano Borghetti foi funcionário da empresa Valor, onde trabalhou e recebeu salário por três meses. As irregularidades aconteceram em período anterior ao trabalho de Juliano Borghetti na Valor. Ele não teve conhecimento dos fatos até que fossem divulgados, quando já não estava mais na empresa. A acusação não precede.

Do advogado Claudio Dalledone Júnior

Juliano Borghetti nega qualquer acusação de solicitação de propina.
Reforça que o seu relacionamento com a empresa Valor é posterior aos supostos desvios por ela praticados e que prestou serviços por três meses à empresa Valor, quando recebeu pagamentos por esses serviços, sendo que sua inocência está sendo provada no respectivo processo.

Uma ideia sobre “Ricardo Barros e advogado do cunhado respondem nota da Radar

  1. Josué Machadinho

    Não sabia que o cunhado do Ministro é engenheiro.
    Qual foi o serviço prestado? Existe prova dos serviço prestado?
    O Ministro pediu mesmo para empregar o cunhado?
    Quem conhece quem e de onde para arrumarem emprego na empresa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>