6:58Efeito midiático

Exército não é polícia. As tropas não são treinadas para tal. Vão colocar os tanques nas ruas do Rio de Janeiro para um efeito midiático imediato. A Rede Globo pediu. Bandido não é bobo. Vai ficar na dele e esperar os soldados voltarem para os respectivos quarteis. Depois recomeça tudo de novo. A imagem do band aid usado para tentar estancar o sangue de um buraco feito por tiro de 45 é perfeita. Um soldado subindo uma viela de morro para caçar traficante é o delírio que se torna realidade. Michel Temer e sua camarilha não acertam uma. O que resta, mais uma vez, é rezar. Pra que? Para que não dê merda.

2 ideias sobre “Efeito midiático

  1. Sergio Silvestre

    O Rio é um estado inchado e vindo a furo,os miseraveis desempregados do morro olham para baixo e ve as cachoeiras de mel ao alcance das mãos,as vitrines e os neons,ai ele se acostuma por tres dias quando é protagonista do luxo perene dos ricaços e sente uma vontade grande de participar desse banquete o ano inteiro.
    Não vamos melhorar a segurança do Brasil com essa diferença brutal de renda entre pobres e ricos,e apesar de pobres e miseráveis ,eles tem ai seus velhos celulares e estão cientes do que está acontecendo,os ricos continuam teimosos em colocar os grilhões modernos nos pobres,tanto que a escola TUIUTI numa enquete VEJA teve 56% dos votos enquanto a vencedora Beija Flor teve pouco mais de 10%.
    Nota-se que os pobres são maioria massacrante e vemos isso tambem nas intenções de votos para presidente.,
    O morro ainda não desceu,todo cuidado é pouco.

  2. NUNES

    “Tudo no Brasil é teatro. Na ânsia desesperada de boicotar a eleição do Bolsonaro, a putada governante, depois de cinquenta anos de omissão cúmplice ante a ascensão do banditismo, de repente sentiu uma pressa incontrolável de fazer alguma coisinha pela segurança pública.”

    Olavo de Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>