9:15Questão de palavra

Do Goela de Ouro

Começa a se formar um consenso entre alguns políticos que têm poder de voto no Paraná que Cida Borghetti seria a melhor opção para o governo do Estado. O motivo seria a desconfiança que alguns têm em relação à palavra de Ratinho Junior. Justificam a tese com a garantia de segurança no cumprimento dos acordos que o marido de Cida, o ministro Ricardo Barros, dá. Quanto a Osmar Dias, este encarnaria o retrocesso personificado.

5 ideias sobre “Questão de palavra

  1. ro

    kkkkkkk.
    Só políticos confiam nelessss.
    Povo não quer saber de família no poder. A única coisa boa em ter uma família no poder é que todos caem juntos.

  2. Uncle Joe

    Se a “força” da dona Cida está no apoio do maridão como ministro da Saúde então ela está muito mal, o RB já está de saída. E aí como é que ela fica, sem grana do ministério ela não tem poder e , sem poder ela vai se eleger como? Como não voto nem em um nem em outra a mim pouco se me dá.

  3. Oto Lindenbrock Neto

    O Paraná é o Maranhão do Sul, ou Paranhão. São dinastias de coronéis que mandam no estado há muito. Os nossos sarneys usam roupas de grife e fingem que falam inglês. Agora, para coroar a nossa história de coronelismo “muderno”, teremos nossa candidata a Roseana Sarney. Ah! Podemos dizer que o nosso coronelismo é mais democrático, pois temos vários clãs: Barros, Richa, Mello e Silva (Requião), Amaral, Rossoni, Camargo…cada um com seu curral e seu gado votante.

  4. bs

    E alguém em SÃ consciência confia em algum politico.
    A ninguezada ja esta escaldada com estas famílias que se perpetuam no poder.
    E depois ainda falam do Nordeste
    Votar pra que ???
    Melhor é anular o voto, e ter a consciência tranquila que não elegeu mais um corrupto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>