9:08Próstata

Do blog Cabeça de Pedra

Descobriu muito tempo depois que histórias sobre bêbados eram engraçadas somente muito tempo depois e se contadas por quem as viveu e conseguiu sobreviver. Aquele senhor alto e sábio, por exemplo, dizia que, mesmo milionário, nunca tinha viajado para o exterior porque sabia que não encontraria um bar como aquele em que entornava na esquina perto de casa. A história mais louca era das viagens que fazia com a mulher no carrão, sempre importado e do ano. O trajeto poderia ser o mais curto possível, mas o motor invariavelmente pifava de tempos em tempos. Ele descia, abria o capô e, sem que a santa companheira visse, tirava um canudo do bolso para sugar o líquido que tinha colocado no lugar destinado à água. Alma de vodka, seguia em frente até dar vontade de novo. Lembrou disso enquanto tomava mais um copo de água para fazer exame na bexiga. Então riu – e quase fez xixi na calça, porque seu problema atual era a próstata,  inchada além da conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>