6:24Propina ou suborno

por Ruy Castro

Se, a esta hora, você já leu o seu jornal, ouviu rádio ou assistiu à televisão, é fatal que tenha passado várias vezes pela palavra propina. É a palavra do ano no Brasil, e ainda estamos em abril —provavelmente já deveria tê-lo sido nos anos anteriores, desde que a Lava Jato entrou em cena. Você sabe o que significa. É o dinheiro que, drenado dos bolsos da nação pelos governantes para beneficiar empreiteiros amigos, tem parte dele redistribuído para partidos e políticos empenhados em se eternizar no poder, viver à tripa forra ou ambos. A Odebrecht, por exemplo, pagou US$ 3,3 bilhões em propinas e caixa dois a 92 políticos, de 2006 a 2014 —disse o noticiário.

Um passeio pelos dicionários, no entanto, revela que propina (do latim “propina”, dádiva), significa gorjeta, gratificação —e só. Assim rezam o “Aurélio” e o “Houaiss”. Ao estender cinquentinha fora do cartão para nossos amigos garçons do Caranguejo ou do Bar Lagoa, estamos oferecendo-lhes uma inocente propina pela gentileza do serviço prestado, e eles não veem nenhum motivo para se ofender.

Enquanto isso, outra palavra, embora tenha o seu próprio e sólido verbete, começa a se evaporar da língua: suborno. Diz o “Aurélio”: “Suborno. Ato ou efeito de subornar”. Subornar: “Dar dinheiro ou outros valores para conseguir vantagens; coisa oposta à justiça, ao dever ou à moral”. Por extensão: aliciar, corromper, comprar. Não se faz isso com os queridos garçons. Faz-se com políticos, executivos e gente do governo.

Donde o que tem corrido solto no Brasil é suborno mesmo, não propina. Não que faça diferença, claro.

Apenas para que os cartunistas do futuro não cometam a injustiça de desenhar Lula de paletozinho branco meio amarrotado e borboleta preta, palito à boca, toalha no braço e bandeja na mão, servindo mesas.

*Publicado na Folha de S.Paulo

3 ideias sobre “Propina ou suborno

  1. Sergio Silvestre

    Salários e benefícios escandalosos para procuradores e magistrados é propina também sim senhor,são concebidos por políticos para agradar uma justiça tão corrupta quanto eles.

  2. Jorge Armado

    Se for para o PT é suborno. Um crime hediondo que deveria ser punido com empalamento, seguido de esquartejamento. Para políticos do PSDB é apenas uma contribuição para fazer do nosso país um lugar melhor para viver. Portanto os tucanos merecem a indulgência. Não vem ao caso, bolas! Simples assim.

  3. jose

    Requião delatado na Carne Fraca

    Brasil 26.04.17 06:11
    Roberto Requião caiu na Carne Fraca.
    Segundo o Estadão, o chefe do esquema dos matadouros já assinou um acordo com o MPF e prometeu delatar Roberto Requião e Osmar Serraglio.
    Aparentemente, Roberto Requião fumou uma picanha estragada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>