9:41Procura-se

Pela causa:

Comemoração dos 142 anos da chegada de poloneses-Curitiba.

É nosso desejo contatar com seus descendentes para apresentarmos a proposta de comemoração dos 142 anos da imigração, em terras polonesas, no mês de setembro, incluindo STARE SIOLKOWICE, Distrito de POPIELÓW, localidade da Silésia onde em 1844 nasceu  SEBASTIAN WOS, pai da imigração polonesa ao Brasil, que aqui mudou o seu nome para Edmund Sebastian Wos Saporski.

O prefeito  Dionizy Duszynski, de Popielów, já está preparando a comunidade para receber a todos com uma grande festa. Veja a lista e repasse aos seus amigos, pois é imperativo a localização dos descendentes e inclusão deles grupo que estará na cidade natal do pai da imigração, na mesma data em que ele chegou ao Brasil com os primeiros imigrantes.

NOMES DOS PRIMEIROS IMIGRANTES POLONESES QUE CHEGARAM COM SUAS FAMÍLIAS  EM CURITIBA  EM  1871  E  1873.

Veja se você conhece alguém com um sobrenome de origem polonesa, ou igual aos da relação abaixo:

Se souber, achar familiares, ou conhecer: Repasse,  por favor, essa informação.

NOMES NOMES NOMES
CHEGARAM EM 1871

Grzegorz Hyla

Rosália Otto

Elizabeth Kokot

Susana Purkot

Maria Purkot

Franciszek Pollok

Agatha Waldera

Maria Kania

Ana Kania

Paulina Jelen

Maria Wos

Maria Szaijnoski

Justina Prudlo

Maria Prudlik

Anna Gbur

Bonaventura Pollok

Franciszek Kania

Andrzej Pampuch

Jacob Nalewaja

Agatha Weber

Ignacio Millek

Rosa Gbur

Blazius Macioszek

Baltazar Gbur

Miguel Prudlo

Nicolau Wos

Andrzej Kawicki

Casper Gbur

Stefan Kachel

Domin Stempka

José Kania

Leopoldo Jelen

Antonio Kania

Valentim Otto

Simon Otto

Thomas Szymanowski

Fabian Barcik

Felippe Kokot

Thomas Szymanowski

Fabian Barcik

Simon Otto

Blazyn Macioszek

Martin Kampa

Francisco Pollok

Vicente Pampuch

José Purkot

Valentim Weber

Bernardo Fila

Martin Prudlik

Augusto Waldera

Paulo Pollak

Simon Porkut

CHEGARAM EM 1873

João Piekarski

José Dubiela

José Krasinski

João Schinka

Casemiro Waldman

Francisco Czerwinski

João Deller

Francisco Schwonka

Miguel Schwonka

Paulo Brzozowski

Thiago Dolata

José Dolata

Miguel Kaszubowski

Thiago Tarnowski

Pedro Haftka

Thiago Hela

Miguel Depka

José Schwonka

João Dodzinski

José Szczepanski

Thiago Piat

João Koziedrowski

Valentin Derda

Ignácio Glodzinski

Duvida:   travelcoop@travelcoop.com.br (Anisio Oleksy-Curitiba)

José Dibowski

Marin Zielinski

João Ziman

José Kalinowski

Pedro Klass

Thiago Rafalski

Martim Lass

Thiago Kozlowski

Martim Dedeler

José Zielonski

João Flizikowski

José Henning

Francisco Kuroski

João Kuroski

João Kajut

Augusto Ligman

Francisco Hejmowski

José Schwarz

João Kuchenny

Simon Grabowski

Thiago Kalinowski

João Kalinowski

Simon Kalinowski

João Hella

José Hella

Antonio Krajanski

Ignacio Nowak

Thiago Pamplewski

José Grochowski

Miguel Schlychta

João Kowalski

Ignacio Iwanski

Henrique Kracki

José Langowski

Miguel Skrocki

Paulo Dombrowski

Augusto Bunik

Miguel Sobienski

Mathias Popyja

23 ideias sobre “Procura-se

  1. Celyka

    Sou descendente de Wos e Kania por parte de minha mãe. Segundo ela, seu avô chegou ao Brasil com 7 anos de idade. A colônia polonesa aqui do Santa Cândida é composta por vários dos nomes citados. Vou disponibilizar o texto no facebook.

  2. Tiago Portella Otto

    Olá Zé Beto. Sou tataraneto de Simon Otto e Rosália Otto. Ambos estão enterrados no cemitério municipal de Curitiba juntamente com meu bisavô Maciej Otto e meu avô Bronislau Otto. Como faço para adquirir maiores informações sobre esta homenagem? Um abraço. Tiago Otto

  3. Elizeu

    Neste texto está citado o Sr. João Szczepanski. Anísio Oleksy, poderia me ajudar por favor a identificar quem foi ele.

  4. Rosana Rattmann Possamai

    Bom dia,

    Minha avó se chamava Rosa Lass Rattmann, da Família Rattmann temos muitos dados, porém da família LASS não (moravam/moram no AHU), na lista fala o nome Martim Lass, se alguém souber mais informações, peço a gentileza que enviem no meu e-mail.
    Obrigada
    Rosana

  5. MARLUA ANDREY HELLA

    Sou bisneto do João Hella que consta na listagem acima. Estou fazendo uma pesquisa que saber exatamente o ano em meus bisavô chegou em Curitiba e como foi essa chegada, a divisão de terras e como estas famílias cresceram na região. Sinceramente não sabia que minha família era polonesa. Gostaria de saber mais informações para futuramente escrever um livro sobre a historia de minha família. Caso alguém tenha algum registro histórico e se não incomodo me enviar por e-mail, eu agradeço muito.

  6. Marines c. da silva

    Minha mãe é uma Pampuch Prudlik,filha de Nicolau prudlik e Ignez pampuch Prudlik,meus bisavós são
    Francisco Pampuch e Maria Polak ,pais de Ignez pampuch , Sofia Szchimisk( acho que se escreve assim)
    e Augusto Prudlik, pais de Nicolau Prudlik ,ainda na família sei meus tios tem Purkot , Barcik e outros…
    Meu pai infelizmente tirou todo sobrenome de minha mãe,e ficou somente o dele,o qual carrego ,más
    me sinto infeliz,parece uma identidade falsa!

  7. Roberto Glodzinski da Costa

    Sou filho de Rosa Maria Glodzinski, neto de Jose Francisco Glodzinski e o pai dele (meu Bisavô) chamava-se Alexandre Glodzinski
    Não tenho mais informações de meia ascendentes
    Qual seu perfil no Facebook. O meu é meu próprio nome

  8. marcio

    Boa noite, busco algumas pessoas que podem ter sido meus parentes por parte de avós,

    (JOSÉ HELLA E ANA HELLA)
    OBRIGADO

  9. Fernando Krüger

    Meu trisavô materno se chamava Ignacio Nowak, não sei nada a respeito de seu nascimento, casamento (só sei que era casado com Maria Nowak) e que faleceu no ano de 1912. Meu bisavô (José Nowak filho de Ignacio) nasceu em Santa Catarina (segundo livro de registros da igreja católica foi batizado em Nova Trento).

  10. Adelaide Wlodkovski

    Gostaria de ter mais informações sobre meu avô Wladislau (Ladislau) Wlodkowski – pelo pouco que sei chegou ao Brasil provavelmente em abril de 1909 – foi enviado como trabalhador braçal aos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais. Depois veio ao Paraná onde se casou em Curitiba com Tecla Kioteca – frecebeu terras do estado na Colônia Vera Guarani no Paraná onde faleceu nos anos 70.
    Grata

    Adelaide Wlodkovski

  11. Tiago Pampuche

    Oi, meu nome é Tiago Pampuche filho de Valdemar Pampuche e neto de marta kaminheski Pampuch.
    O nome original da família é com ch, mas meu pai no cartório foi abrasileirado ganhando a letra E. Alguns tios meus não levam a letra e no sobrenome. Sempre quis conhecer o origem da minha família.

  12. Elaine Waldera Carvalho

    Olá, meu sobrenome Waldera e de meu pai
    Adilson T. Waldera e meu avô Simão Gaviliki Waldera e meu bisavô Estefano Waldera.
    Ja ouvi falar que Waldera era sobrenome espanhol, e até mexicano, mas não tinha noção que poderia ter origem Polonesa.
    Gostaria de saber se tem mais alguém que possa ser da família Waldera.

  13. Gabriela Czermainski Meireles

    Sou tataraneta de Francisco e Julia Czerwinski , que por algum motivo que desconheço se tornou Czermainski. Sou neta de João Czermainski e bisneta de Julio Czermainski. Procuro familiares com intuito de descobrir de qual local da Europa viemos e trocar informações sobre minha origem.

  14. Rodrigo

    Sou descendente de Francisco Schwonka, meu bisavô, minha avó filha de Francisco faleceu a dois anos Paulina Galuski Schwonka , sou filho de Inês Schwonka falecida em 2013.

  15. Alcioni

    Boa tarde,
    Solicito informações de Thadeu e Estanislava Grabowski meus bisavôs, Josef e Wiktorya Grabowski meus trisavôs e Anton e Anna Grabowski meus tartaravôs.
    Att
    Alcioni

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>