14:47Por cincão e sem muita noção

Os taxistas que continuam em pé de guerra contra os serviços do Uber e similares agora partiram para ação menos troglodita do que agredir motoristas “adversários” ou parar a cidade com carreatas. Contra o decreto da prefeitura de Curitiba que regularizou os concorrentes, estão fazendo corridas solidárias, ou seja, a cincão por passageiro em trajetos que rendem R$ 20,00 por corrida (ver abaixo), já que levam quatro passageiros. O grito de guerra é um tiro no pé: “A prefeitura quer afundar com o transporte de táxi, vamos afundar com o transporte coletivo”, disse um motorista à Gazeta do Povo. Hummmmm. Apesar de não ser permitido por lei,  não deixa de ser uma alternativa, que não vai ferrar com o transporte coletivo porque não há carros suficientes para tirar a ninguenzada dos ônibus. Se essa atitude dos taxistas vingasse para sempre, talvez deixasse os ônibus mais vazios e confortáveis. Como é apenas uma onda para tentar pressionar para aliviar a concorrência, resta saber o que vem por aí. Uma lei que regularizasse este tipo de transporte dos taxistas seria uma saída, ao mesmo tempo que estes deveriam questionar o decreto, já que alguns advogados acham que os serviços do Uber e similares não podem ser regularizados por decreto.

2 ideias sobre “Por cincão e sem muita noção

  1. Zé Mané

    Nada melhor do que a livre concorrência, a turma dos táxis caiu na real e mas está se entregando, aprendeu que preço e qualidade fazem a diferença, coisa desconhecida até a chegada do Uber. Beleza, vamos em frente, nesta guerra quem ganha é o usuário. Eu, por exemplo, rarissimamente vou para o Centro de ônibus, é tão caro que prefiro deixar o carro no estacionamento que custa quase o mesmo quando não menos.

  2. ro

    Eu vou ao centro em duas pessoas de Uber gasto 7,50, de ônibus custa 8,50. Uber pega em casa e me deixa na porta, ônibus tem que esperar, aguentar funcionários de péssimo humor, desce longe. Quem tá perdendo é o Gulin e o Greca

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>