14:21Perguntas que Moro não fez e ‘otras cositas más’

por Clóvis Rossi

depoimento de Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro esteve menos para o embate do ano (ou do século ou de todos os tempos, ao gosto do freguês) e mais para Batalha de Itararé, aquele confronto que não houve, na Revolução de 1930, entre as tropas fiéis ao então presidente Washington Luís e as da Aliança Liberal sob o comando de Getúlio Vargas.

Nem Lula foi preso nem Moro conseguiu demonstrar que o famoso apartamento do Guarujá é ou foi do ex-presidente nem este demonstrou cabalmente que não tem nada a ver com a história.

Ainda assim, faltaram algumas perguntas a Lula (e alguns comentários associados a elas), que especifico a seguir:

1 – Por que diabos um ex-presidente da República, tão conhecido e então (2014) ainda poderoso, precisa recorrer a um comparativamente obscuro tesoureiro do PT (no caso, João Vaccari Neto) para poder conversar com um diretor da Petrobras, no caso Renato Duque?

Lula deu a canhestra explicação de que Vaccari “poderia ter o telefone do Duque, que eu não tinha”.

Caramba, será que Lula, com todo o aparato de seu instituto, não conseguiria o telefone de Duque?

Ou, o que é mais provável, o ex-presidente sabia da relação no mínimo incestuosa do tesoureiro de seu partido com diretores da Petrobras e resolveu checar se, nesse relacionamento, poderia haver algo que o incriminasse.

Tanto sabia que cobrou de Duque se ele participava do esquema de corrupção na Petrobras, como o próprio Lula admitiu no seu depoimento.

2 – Se é assim, como confessado, por que diabos Lula se conformou com a negativa de Duque e deu o assunto por encerrado?

O ex-presidente é tão ingênuo que achou que bastava fazer uma pergunta para um suspeito confessar o trambique?

Não seria dever elementar de um homem público, ainda mais o que se considera o melhor presidente de todos os tempos em todo o planeta, cobrar uma investigação sobre as denúncias que ele diz ter lido nos jornais?

Afinal, estava em jogo uma empresa estatal em uma administração de seu partido.

3 – Por que diabos o presidente de uma baita empreiteira (no caso Léo Pinheiro, da OAS) trataria pessoalmente de negociar um apartamento com os Lula da Silva, negociação não negada pelo depoente?

Não seria mais lógico que um corretor qualificado o fizesse?

A não ser, claro, que a OAS estivesse querendo retribuir os carinhos recebidos durante as gestões do PT.

Sim, sim, recebeu carinhos em outras gestões, mas essas são perguntas para o interrogatório dos outros acusados, quando ocorrerem.

Suspeito que muitas outras perguntas surgirão nos demais inquéritos em que Lula é o personagem central.

*Publicado na Folha de S.Paulo

5 ideias sobre “Perguntas que Moro não fez e ‘otras cositas más’

  1. Zangado

    Como disse Abrãao Lincoln “pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo” e Lula não tem outra defesa senão mentir sempre. Aliás, Lula mesmo prognosticou-se em 2005: ‘A desgraça da mentira é que você passa a vida inteira contando mentira para justificar a primeira que você contou’ Ele vai se estrepar, já se contradisse nesse depoimento. E existem outras provas e outros processos. Seu dia vai chegar, a Justiça pode tardar mas não faltará para ele.

  2. CURITIBANO ROXO

    CORRIGINDO …
    O correto, como chefe de governo e alta “otoridade”, seria o ex-presidente e talvez futuro presid…iário ter solicitado aos órgãos competentes da União que investigassem a denúncia e nunca chamar o denunciado e questioná-lo deixando que estava tudo bem.
    LULLA, pela sua gestão criminosa, deve ser ainda processado por crime de responsabilidade ou IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA como determina o art. 85 da CF.

  3. Benjamin Button

    Segundo o entender do 51, dos seus advogados e da Barbie paraguaia o apê do Guarujá não é do 51 nem da falecida mulher dele, a escritura não está no nome deles. Até parece que o 51 nunca viu, nunca ouviu e nunca soube da existência da figura do laranja, aquele faz-de-conta muito usado quando se quer esconder bens, dentre eles apartamentos e sítios.

  4. TOLEDO

    Minha salvação é o Piá de Prédio. Eleito pelos acima comentaristas e mais todos os curitibocas. Segue o baile Moro, você é bem fraquinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>