8:43Pensando bem…

Rogério Distéfano

O Peru não se compara ao Brasil. Não falo de tamanho e riqueza, sim daquilo que um e outro países representam. Por isso rejeito a primeira e fácil analogia: não se compara peru com tucano.

Primeiro, porque o peru do país não deriva da da ave, mas de Biru, personagem mítico. Segundo, se confrontarmos peru com tucano, o Brasil perderia: o peru é maior e assertivo, tanto que morre na véspera; já o tucano é pequeno e indefinido, sequer fala como os primos psitacídeos.

O Peru leva pequena vantagem sobre o Brasil, o Prêmio Nobel de Literatura, dado a Mário Vargas Llosa em 2010. Pior para a Fundação Nobel, que ignorou Guimarães Rosa, Drummond, Cecília Meirelles, Manuel Bandeira, Érico e, postumamente, Machado. Mas tem o imortal-vivo Paulo Coelho, que ainda resgata a dívida histórica com Jorge Amado.

No mais, o Brasil leva de lavada. Nem me dou ao trabalho de resgatar movimentos históricos, como o Sendero Luminoso deles, epopéia do Partido Comunista Peruano, e a Coluna Prestes, epopéia do Partido Comunista Brasileiro. O Sendero está lá, firme e inquebrantado. O PCB está como a TFP, um grupinho de fanáticos saudosistas. Vamos ao passado próximo – ou ao presente remoto, se quiserem.

Por exemplo, essa coisa de presidentes corruptos, tanto pré quanto pós Odebrecht. Vejam vocês, o Peru meteu na cadeia o presidente Alberto Fujimori e teima em não soltá-lo em liberdade tornozelal, mesmo com a filha bem votada na eleição presidencial.

Hoje, pra variar, o ex-presidente Ollanta Humala e a mulher Nadine Heredia estão sob prisão preventiva de 18 meses. Os dois não fugiram, não tugiram, nem chamaram as gleisis barraqueiras deles. Simplesmente se entregaram à Justiça, em que dizem confiar.

Já na era Odebrecht, o ex-presidente Alejandro Toledo está com ordem de captura internacional – alvo da Interpol, como nossos Paulo Maluf e Marco Polo del Nero. Coisica, como se diz em Floripa: 20 mi de dólares de propina. Se Toledo se coçar, cai em prisão preventiva, também de 18 meses.

No Brasil nunca tivemos isso de condenar presidente à prisão. Perdão, nosso Lula idolatrado recebeu sentença de nove anos, corrupção como no caso peruano, a oni-latino-americano-presente-Odebrecht. Mas isso é pesadelo, sonho ruim de noite de má digestão.

O Brasil não tem jurisprudência de prender presidentes. Não somos Peru, estamos mais para as ‘galinhas pardas’ do fascismo jabuticaba. Portanto, calma, isso passa e Lula volta.

2 ideias sobre “Pensando bem…

  1. Zé Mané

    Pindorama é mesmo única, nunca ninguém nem perto de nós chegará. Mas a culpa toda é do Cabral, por quê insistiu em desviar a frota da rota determinada? Só pode ser coisa de português mesmo, mas o cara não sabia que droga de terra ele iria descobrir.

  2. joao marcos

    A história do lula nem existiria se tivesse uma igreja e recebendo ofertas indulgências, dízimos etc… MAS, preferiu ser o influente lula, sabendo dos privilégios. Como igreja até em vida poderia receber a canonização, embora, não deixa de ser santo, honesto para gleisi, dilma e a companheirada…vida longa ao mito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>