7:46Pedra cantada

No dia 26 de julho passado este blog cantou a pedra de que Marcelo Ferraz, então secretário de Urbanismo de Curitiba, fazia parte do time que estava dançando tango na cobertura da administração pública e iria cair. Demorou até ontem, apesar da pressão exercida pelos vereadores. O motivo: não funcionava. Foi a oitava substituição feita pelo prefeito Rafael Greca em nove meses de governo, o que provavelmente é um recorde. A turma do apoio incondicional diz que ele não está para brincadeira. Os mais céticos acham que o prefeito saiu do delírio e está caindo na real. De qualquer forma, Julio Mazza, o novo titular do Urbanismo, assume com crédito por ter 20 anos de experiência na secretaria. A conferir.

 

Uma ideia sobre “Pedra cantada

  1. luizito

    Quando a administração desmonta a equipe original, poderíamos dizer que já houve a retribuição no tempo, já vencido aos apoiadores da campanha.
    Olhando por outro lado poderíamos dizer que os que já saíram não demonstraram competência para gerenciar suas pastas numa cidade como Curitiba, que já foi modelo para o mundo.
    Também poderíamos afirmar que os vereadores pressionam para cumprimento de promessas e acordos elaborados em campanha que não estão sendo finalizados.
    Tudo isso é uma questão de opiniões , essas e outras tantas.
    Do lado do executivo, há a disposição de “acertar”, mas sempre fustigado pela impossibilidade de cumprir as promessas e o lema politico da campanah de “se não sabe fazer deixa que eu faço”.
    Essas questões estão aliadas a obstinação do prefeito e parte de sua equipe que nãoi gosta de contrariar sua Excelência em suas ideias , sejam dele ou de outros que o cercam.
    Também com isso há que se procurar justificativas para , até então, amenizar o fracasso da gestão até o momento, quer por falta de recurso, fato que deveria ter sido do conhecimento do candidato vencedor como de todos os demais, quer pelos projetos inconsistentes ou até a falta desses.
    Existem também outro componente que foi até agora, a procura de culpados pela crise financeira, que foram os servidores, ativos, inativos e pensionistas, como se eles fossem responsáveis pela situação.
    Como esse ultimo fato foi “corrigido”, assim afirma o prefeito quando aprovou com o beneplácito de uma maioria encabestrada da Camara, agora a impotência da administração se volta para uma autofagia administrativa e procura novos culpados e desta forma exonera seus auxiliares originais.
    Constata-se que já foi batido um recorde de exonerações nesses 9 meses, o que nos leva a imaginar que agora poderá ser dado à luz deste parto que está sendo administrar e cumprir o prometido.
    Por outro lado quando as notícias não acontecem de forma que apareça na mídia, o prefeito procura apagar o insucesso do momento, como por exemplo a situação do transporte público, da circulação no trânsito afogada e outras mazelas, o prefeito procura gerar fatos, como por exemplo plantar uma estátua de Confúcio, alí no Centro Cívico, ou até mesmo utilizar a data de 8 de setembro para colocar duas moças que simbolizavam anjos ( mais pareciam da turma do Inri Cristo) subir numa plataforma e colocar uma coroa na estátua representativa de N.S da Luz dos Pinhais, que na outra gestão fora o atual prefeito que ali ergueu tal obelisco.
    Assim, uma agenda positiva que a população quer, poderia ser : Melhor atenção à saúde, medicamentos, atendimento de consultas por especialidades, sem a demora de hoje, proteção dos equipamentos públicos que hoje são assaltados, vandalizados, melhorar de verdade a qualidade do transporte coletivo que já foi modelo, enfim, não procurar só achar culpados de uma culpa que pode ser do próprio prefeito que prometeu demais para cumprir de menos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>