21:02PARA NUNCA ESQUECER

Tim Maia nasceu no dia 28 de setembro de 1942

Grande síndico deste país zorra, quanta saudade! Da sua voz, do seu suíngue, da sua bossa, da sua irreverência, da sua aventura diária, do seu escracho. Universo Racional foi, sim, utopia. Mas você foi lá e cantou, e gravou, e brigou, e as músicas e letras chegaram. No meio da irracionalidade generalizada destes novos tempos. Loucos, nós? Que piada mais sem graça essa. Malucos belezas como outro grande da tribo, Raulzito, sim. Loucos são estes que agora, como fazem de dois em dois anos, tomam conta da telinha, dos rádios, dos espaços. Loucos da pior espécie, pois posam de equilibrados, de probos, de seres que pensam nos outros, naqueles que pagam o fruto sagrado do afano deles. Ah, grande Sebastião, nome de santo, profeta do caos próprio, que nunca incomodou (talvez os vizinhos, talvez…), apenas amou a arte, amou as mulheres, amou o público e nos deu tudo. Que beleza! Carioca do Leme ao Pontal e universal, porque sincero. Neste dia do seu aparecimento, um pedido: toma conta um pouquinho da gente que não quer ser contaminada pela loucura que está aí. Porque merecemos azul da cor do mar, assim, simples, com a força, com a singeleza e pureza, para navegar a vida e te ouvir sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>