7:55Os mastros das bandeiras

A diferença entre militantes petistas e bolsonaristas é a cor, mas o mastro das bandeiras que empunham é o mesmo. Os primeiros já sentem há algum tempo o que isso significa, mas, abduzidos, disfarçam – porque a luta continua. Os outros, que saíram das cavernas agora, estão na fase de festejar o raiar da nova era, ao mesmo tempo que expelem ódio na direção de quem não está rezando ao lado, de joelhos e mãos postas, em agradecimento à chegada do Messias. Se este acertar, mesmo que errando, como escreveu o jornalista Reinaldo Azevedo, ótimo. Se VDM (vai dar merda), será mais uma fase do horror que se instalou no hospício Brasil há algum tempo. A notícia boa é que o país não acaba. A ruim é que estes fanáticos, tanto de um lado quanto do outro, sobreviverão, como baratas depois de uma hecatombe nuclear. Porque são da pior espécie de ser humano que existe – a dos burros que se acham inteligentes.

Uma ideia sobre “Os mastros das bandeiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>