19:05Os donos do poder

De Rogério Distéfano, no blog O Insulto Diário (http://www.oinsultodiario.com/)

Lembro como se fosse hoje. Recém nomeado procurador do Estado recebo o processo com pedido de indenização: a viúva do funcionário que morreu em atividade que não era sua. Pedi informações ao secretário de Estado, ex-deputado, ex-milionário, barão da província. Se foi autorizada a ação do funcionário, por que e por quem. A resposta do secretário, à Jânio Quadros: eu autorizei, fi-lo porque qui-lo. Meti o secretário na dança, que indenize o Estado se o Estado tiver que indenizar a viúva. Meu chefe entrou no processo e tirou o secretário fora – “ele é colega de secretariado, não posso processá-lo”.

Fui falar com o juiz da causa, apelido Antonio Louco. O juiz me responde “doutor, o procurador geral pensa que é senhor do interesse público?” E indeferiu a desistência feita pelo meu chefe. Entendi que quem se ocupa com o interesse público é como o doutor juiz, louco.  Ainda não tinha lido “Os donos do poder”, de Raimundo Faoro e não conhecia sua teoria do patrimonialismo da função pública: no Brasil o cargo públicos é propriedade de quem o ocupa. Seja por toda a vida, caso dos vitalícios, seja pelo tempo do mandato ou da investidura, quando o titular faz o que quer e não se sente obrigado a prestar satisfações.

Lembrei disso ao ver ontem o ministro Marco Aurélio informar na sessão do STF que estaria ausente até a Páscoa, com passagem comprada para outro compromisso. Ou seja, assuntos de importância e repercussão no país, não contem com ele, que tem mais o que fazer, assunto seu que se sobrepõe aos do tribunal. E assim como ele Cármen Lúcia, e Édson Fachin, e Luiz Fux, e os outros que agendam ou levam a julgamento processos decisivos para a nação de acordo com seu interesse pessoal. O interesse público, que eles devem preservar e fazer prevalecer, nada. São donos da função pública, patrimônio deles.

2 ideias sobre “Os donos do poder

  1. CURITIBANO

    O mal que está enraizado nos 3 poderes corrompidos e nada republicanos as leis que aí estão são legisladas e defendidas por canalhas e nocivas apenas à sociedade do bem, elas só servem aos criminosos e por este motivo o crime prosperá no Brasil, só há uma única saíd, #INTERVENÇÃO MILITAR CONSTITUCIONAL ANTES QUE O MAL DOMINE GERAL .

  2. vajra

    No dia do julgamento, mesmo com o alongamento da discussão das questões preliminares, seria pouco provável que o mérito de um HC se arrastasse por muitas horas. O regimento do STF, inclusive, determina que se deva finalizar a análise do HC em pauta mesmo que a sessão avance na noite.
    #SupremaVergonha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>