15:39Orquestra Sinfônica do Paraná apresenta concerto de aniversário de 32 anos

Do jeito que veio 

Obras de Johannes Brahms e Dimitri Shostakovitch estão na programação do concerto no dia 28 de maio, com regência de Stefan Geiger. Nestes 32 anos foram 1200 concertos, óperas e balés, apresentados em diversas cidades brasileiras, com um público estimado de 2,4 milhões 

A Orquestra Sinfônica do Paraná apresentará no dia 28 de maio, às 10h30, no auditório Bento Munhoz da Rocha Netto (Guairão), obras de Johannes Brahms e Dimitri Shostakovitch no concerto comemorativo de 32 anos de criação da OSP.

Com duração de 1h30, a regência será do maestro titular da OSP, Stefan Geiger e participação solo do violinista alemão Nicolas Koeckert. O concerto é uma realização do Centro Cultural Teatro Guaíra e tem patrocínio da Huhtamaki e da Elejor.

OSP - a Orquestra Sinfônica do Paraná foi criada em 28 de maio de 1985, durante o governo de José Richa, com apoio do secretário da Cultura, Fernando Ghignone. O primeiro maestro titular e emérito foi Alceo Bocchino e o primeiro maestro adjunto, Osvaldo Colarusso.

A obra escolhida de estreia foi a abertura da ópera Anacreon, de Luigi Cherubini (primeira audição no Paraná), sob a regência de Osvaldo Colarusso. Desde então, a OSP desenvolve um repertório amplo e eclético.

Nestes 32 anos foram cerca de 1200 concertos, óperas e balés, apresentados em diversas cidades brasileiras, com um público estimado de 2,4 milhões. No repertório estão obras de cerca de 250 compositores nacionais e internacionais, que contribuem para o amadurecimento do corpo sinfônico e para a formação de plateia.

A OSP também tem estreado obras de compositores atuantes no Paraná, como Pe. José Penalva, Jaime Zenamon, Harry Crowl, Maurício Dottori, Rodolfo Coelho de Souza, Alexandre Brasolim e Rogério Krieger.

A Orquestra Sinfônica do Paraná já se apresentou sob a regência de Norton Morozowicz, Claudio Santoro, Henrique Morelenbaum, John Neschling, David Machado, Roberto Duarte, Hans-Peter Frank,Aylton Escobar, Frederico Gerling Júnior, Tomas Toscano, Paulo Torres, Erol Erdinçe, Manuel Alvarez, Helmut Imig, Pierre Huwiller, Sergio Magnani, Manuel Ochoa, Eugene Ratchev, Ernani Aguiar, Alexandre Brasolim, Marcos Arakaki, Tobias Volkmann, Roberto Tibiriçá, Benoîy Fromanger, Flávio Mendes, Alpaslan Ertungealp, Luis Gustavo Petri, Nicolas Rauss, Maximino Zumalave, José Maria Florencio, Ricardo Bologna, Jamil Maluf, Henrik Schaefer, Claudio Cruz e Stefan Geiger, que é o atual maestro titular.

Solista - Nicolas Koeckert recebeu o primeiro prêmio e o prêmio especial na Competição Internacional de Novosibirsk (Rússia) e foi o primeiro alemão a vencer um prêmio na Competição Internacional Tchaikovsky (Moscou), em 2002. Foi premiado também no Concurso Internacional de Montreal e obteve o segundo lugar no Concurso Internacional de São Petersburgo.

Koeckert apresentou-se com Lawrence Foster, Sir Colin Davis, Michail Jurowski, Christoph Poppen, Jonathan Nott, Jose Serebrier, Asher Fisch, Justus Franz, Carlos Prazeres, Ira Levin, Fábio Mechetti, Rodolfo Fischer, Osvaldo Ferreira, Victor Pablo Perez, Emil Tabakov e com as sinfônicas de Montreal, Bamberg, Nacional Russa, da Rádio Bávara de Munique, Filarmônica de Zagreb, Filarmônica de KBS Seoul, Osesp, Filarmônica de Minas Gerais e Orquestra de Câmara de Munique.

Em 2008 gravou CD para Naxos com o Concerto para Violino e Rapsódia Concertante de Khatchaturian, com a Royal Philharmonic Orchestra, sob a regência de José Serebrier. Gravou em 2008 um CD ao vivo com obras de Ernest Chausson, Paul Dukas, Jaques Offenbach e Camille Saint-Saens, com a Deutsche Radio Philharmonie Saarbrücken e regência de Christoph Poppen.

Desde setembro de 2011, Koeckert é professor de violino do Konservatorium Wien Privatuniversität na Áustria.

Obras

Brahms – O compositor alemão nasceu em Hamburgo, em 1833. Brahms iniciou os estudos de música com o pai, Johan Jacob, que era trompista e contrabaixista. Posteriormente teve aulas de piano com Kossel e de composição com Marxsen. Brahms é uma das figuras importantes do romantismo musical europeu do século 19. Está entre os “três Bs” dos maiores compositores alemães (junto com Beethoven e Bach).

Shostakovitch – O músico nasceu em 1906, na cidade de São Petersburgo, na Rússia. Dimitri Shostakovitch começou seus estudos de música no conservatório de sua cidade natal, com Nikolaiev e Steinberg. Como muitos compositores soviéticos de sua geração, tentou reconciliar a revolução musical de sua época com a necessidade de dar voz ao socialismo revolucionário.

 

Serviço

Concerto de aniversário 32 anos Orquestra Sinfônica do Paraná

Regência Stefan Geiger

Solista Nicolas Koeckert

Dia 28 de maio às 10h30

Auditório Bento Munhoz da Rocha Netto (Guairão)

Ingressos: R$ 20,00

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>