9:39Onde está o novo Jaime Lerner?

por Mané Galo, da Ilha do Chapéu, na Baía de Guaratuba

A Gazeta do Povo publica na edição de hoje que a cidade perdeu a capacidade de projetar o futuro. Os últimos projetos pensando no futuro da cidade foram feitos pelo arquiteto Jaime Lerner. Ele mudou todo o sistema de transporte coletivo, a coleta e reciclagem de lixo, criou parques que são atrações turísticas da cidade, inventou teatros, áreas de lazer, etc. Mudou o panorama de Curitiba e o modo de viver da população. Despertou no curitibano orgulho de ser um cidadão desta cidade bonita e limpa como sempre desejou, onde cada um cuida de seu pedaço, protegendo as árvores e jardins  no entorno de suas residências. A capacidade de projetar o futuro, em Curitiba tem nome: Jaime Lerner. Como ele não volta mais, é preciso descobrir um substituto, o que é bem difícil, não?

16 ideias sobre “Onde está o novo Jaime Lerner?

  1. leandro

    Não existe “um novo Jaime Lerner” existe um único. Atualmente os que aé estão ou passaram, se preocupam com os votos e não com obras que projetem como o Jaime fez Curitiba ser o que ainda é, mas, corre o risco de perder o status.è só verificar quantidade de obras inacabadas,hoje há uma preocupação em quantiddes e não com qualidade. Quem observ, quem nasceu aqui e acompanhou Curitiba dos anos 7o para cá sabe. Como ecemplo e descso, hoje tem uma matéria nos jornais sobre o rua Fredolin Wolf. É uma vergonha,enfim, Curitiba está deixando de ser aquela cidade para ser mais uma cidade comum, é uma pena que os votos uperem a criatividae e inteligência em administrar.Nunca mais veremos obras como o Bargui por exemplo e outras tantas que estãopor aí feitas em governos de Jaime lernes e seu outros segudores e urbanistas que transformaram idéias em realidade.

  2. Tarugo

    Vou te dar dois exemplos de como o planejamento que antigamente eta feito pelo IPPUC hoje não existe mais.
    Todo dia dezenas ou talvez uma centena de ônibus andam por toda cidade levando gente para o trabalho e para casa, são ônibus de turismo que andam por qualquer rua, grande ou pequena, que param em qualquer lugar, são ônibus de turiismo novos e grandes e só andam no horário de pico, existe algum controle sobre este tráfego ?
    Na Mateus Leme perto do São Lourenço, autorizaram a construção de quatro blocos de apartamento e mais para frente no antigo Bavarium, a cosntrução de um colégio. O trânsito já complicado neste local por causa do colégio Santa Maria e pelo movimento do pessoal de Almirante Tamandaré, mas quem liberou a construção pensou na mobilidade da cidade ?

  3. Língua de Krocodillo

    Queira me desculpar, mas bem antes do Lerner, bem antes cada cidadão desta Curitiba já cuidava do seu entorno, de suas arvores e de seu jardim. O q Lerner fez, sem desconsiderar a sua capacidade vetora, foi aplicar politicas publicas de maneira q a cidade virasse um mito. Hj as linhas expressas já não são a solução, consomem muito espaço sem atender com algum conforto as demandas…As tais vias rapidas ganharam um outro sentido, passaram a ser minas de ouro para quem explora os radares e estacionamento para aqueles q se acham acima do bem e do mal em Curitiba, basta conferir.

    Portanto, fica evidente q o grande Lerner acertou para a midia, mas abandonou os necessitados: Aqueles q deveriam caminhar por calçadas planejadas, aqueles q utilizam as bicicletas como opção modal, as ciclovias foram um engodo, serviram para finais de semanas e atendendo somente bairros nobres.

    A cidade viveu o sucesso e tem, ainda, melhores condições q a maioria das cidades brasileira mas não temos banheiros publicos, os terminais hoje parecem a grandes mangueirões, onde pessoas são, apesar de pagarem, mal atendidas, roubadas, são apenas numeros para URBS e o IPPUC não passa de uma reserva de mercado para alguns sabidões que pensam somente como poderão se dar bem.

    Ele, pensou o presente, pouca coisa para o futuro e se duvidam olhem o caos urbanos as 19 horas no centro da cidade, quando os busões se atravessam e estancam o fluxo.

    Pergunto, por que esses busões longos transitando no centro, ali na Carlos Gomes?

    Alguem q acha q viadutos enfeiam a cidade e faz os seus herdeiros acredidarem a ponto de construirem uma via, Linha Verde, sem mobilidae, engessada e que não flui em seus picos, esse alguem pensou no futuro?

    Pensou no dele! Aliás, aquele povo q habitava o bairro Campo Comprido e q foram praticamente expulsos dali nos ano 70, será q pensam o Q do grande gênio do planejamento urbano?

    Grandes Corporações agradecem, mas a cidade começa a pagar o preço…

    Quem não lembra de alguem que perdia o madrugueiro nos anos 70 e 80 e tinha q caminhar da Rui Barbosa até o Pinheirinho na sola do pé sem ter a preocupação de ser assaltado, aquilo era a nossa cidade. Não estou abdicando da modernidade e da complexa condição que o progresso traz consigo, mas clamando por inteligencia e por respeito aos cidadãos, afinal passar 3 anos com a rua de casa cheia de buracos e depois ter de aguentar o gestor publico vir no ano de eleição fazer apologia da eficiencia bem diante do meu nariz, me parece q o politico quer mais é dar um poomm na minha cara e acreditar q eu estou gostando.

    Tudo isso é resultado de se ter a obrigação de votar, é preciso acabar com este instrumento medieval.

  4. Zangado

    É uma grande verdade, mas ficamos só nessa constatação porque não existe perspectiva nos quadros que se apresentam, pois, só no que pensam é nas próximas eleições; são atletas políticos de véspera de eleição. Falar em pensar no futuro da cidade é demais para eles; não interessa, nem tem tempo pois a cada dois anos tem eleições e é preciso prometer – planejar não é preciso … Ademais, porque planejar se podemos comprar pesquisar que provam por indisputáveis percentuais que Curitiba é uma das top 10 em qualidade de vida … E o povão bão de voto, como acredita em BBB, também acredita na politicagem imperante.

  5. Miguel Orleryk

    Não existem e não existirão nunca dois Pelés. E acho que Jaime Lerner é insubstituível. Todos os que o sucederam apenas executaram seu planejamento para Curitiba.

  6. J

    1912 ou ano próximo se não estou errado, o primeiro prefeito que investiu em urbanização. Os quarteirões, ruas e calçadas medidas. As calçadas e o cuidado para deixar espaço pra grama e a árvore. As grandes avenidas cortando a cidade de norte a sul. Assim foi, até um ano antes da posse do JL, ano em que, se não me engano, o plano diretor de Curitiba, o primeiro do país, seria lançado com fundamento em um estudo elaborado pela UFPR. Conheci a filha do engenheiro que diz ser pai da idéia do bi-articulado, ela sempre comentava que seu pai não podia nem ouvir falar em JL. Ainda me passa pela cabeça que o JL é o Lula paranaense: pegou tudo pronto e planejado e disse que foi ele. Contudo, a frase de efeito da campanha do Lula é uma das minhas preferidas: O coração curitibano é, é o nosso coração”.

  7. marcelo

    Vejam, as vias do expresso foram planejadas p/ antiga Curitiba.
    Naquela época serviu. Ocorre que, a cidade cresceu e muito. E nada mais foi feito. O que tivemos de melhora depois disto?
    Em realidade falta capacidade de planejamento para os que vieram depois.

  8. João Maria Ferreira

    É INDICUTIVELMENTE O MAIOR ARQUITETO URBANO DO BRASIL SEM O JAIME HOJE OS CARROS ESTARIAM TODOS PARADOS NAS GARAGENS, IMPEDIDOS DE CIRCULAR, POIS QUALQUER PESSOA POSSUE SE CARRINHO, E O QUE REALIZARAM ATÉ AGORA QUEM PASSOU, NADA DE NADA, E FALTA HUMILDADE PARA SOLICITAREM AJUDA DO DR. JAIME, PARA MELHORAR AS VIAS DE ACESSO NO CIDADE, ELE É CONVIDADO PARA RESOLVER PROBLEMAS DE CIRCULAÇÃO EM GRANDES CIDADES DA EUROPA, NOS ESTADOS UNIDOS E MESMO NO BRASIL E AQUI, O ORGULHO NÃO DEIXA, E O POVO É QUEM PERDE.

  9. leandro

    Ô lingua de crocodilo! Você tá por fora! Não sabe nada da história muito menos de planejamento da cidade ! Só um exemplo do que falo. Imaginem hoje não haver as Conectora 5 ( ops acho que o tal de lingua enm sabe o qeu e onde é isso!) são as vias que prolongam as rápidas Martin Afonso, Padre Agostinho e Padre Anchieta (aule de um dos expressos), mais uma de lambua, Já imaginaram o que seria hoje se não tivesse lá o Parque Barigui, (acho que prédios ou construções) Viu Lingua de Crocodilo, tem mais mas, o espaço é pouco, quem sabe um dia possa te colocar a par e dentro da história de Curitiba.

  10. Língua de Krocodillo

    Como é bom não ser censurado, pois em outro blog de jornalista famoso e até ressarcido pelo estado por ter sido preso no tempo da ditadura, eu não pude ter pubicado o texto que criticava a avalanche de fotos e elogios aos Gestor da cidade e a trupe do governo q não param de fazer a campanha do sujeito…O cara não fede e não cheira, mas podiam respeitar a população da cidade.

  11. leandro

    Censura nunca mais, até porque respeito à população , no caso de Curitiba, é conservar o que de bom existe, é dar valor a sua história é saber o que falar, é não ter o ódio e a inveja como tantos tem, sempre achando que aqui as coisas não são boas, respeitar o povo é fazer obras e planejar para que as coisas acontecam, parques, vias desenvolvimento de serviços e indústrias, transporte, planejamento urbano, criar mecanismo de desenvolvimento, olhar no fututo, ter estratégia para que a população se desenvolva de maneira sustentável, é reconhecer o que a população necessita, ter idéias, como o cambio verde, o lixo que não é lixo, as escolas integrais. Enfim não vale nem a pena censurar o tal lingua de crocodilo, pois o bicho se afoga no pantanal de falta de inteligência e conhecimento de o que era Curitiba, o é e como se abriu para o mundo. Então crocodilos estudem, e mantenham o que existe de bom na cidade, mas procurem saber como foi e que assim fez, sem a pitada de inveja.Não fale besteira, se não sabe pergunte, não é feio o desconhecimento, mas, é burrice não desejar conhecer a história. Dê uma chegada nos parques, na rua das Flores, nas vias expressas, noligeirinho, no istema integrado de transporte e hufa! vai faltar espaço e tempo para continuar,

  12. Língua de Krocodillo

    Leandro, eh verdade! Eu não sei nada…mas q tu sentiu a dentada, isso sentiu!

    Eu questiono, isso não quer dizer q eu esteja certo, agora senti um ódio mortal na sua estreita visão…VC deveria ler sobre um tal Plano Diretor feito por um ex prefeito, não tenho procuração da familia pra cita-lo, mas acho q posso dizer: Omar Sabbag

    Eu não disse q não reconheço a criatividade ou a importancia, dele, pra cidade, eu questiono o planejamento para o futuro, interpretação simples, meu caro!!!

    Pode marcar hora e lugar pra me dar uma aula sobre a cidade, contanto que não vá com este rancor todo q despejou sobre mim e nem armado…marque e estarei aguardando pela aula…tenho 50 anos de Curitiba e do entorno o q me cacifa pra poder ouvir os teus argumentos e conhecimento.

  13. jeremias, o bom

    Quanto sebastianismo!!!

    Cândido de Abreu, Ivo Arzua Pereira, Omar Sabbag, Plano Agache, nada?

    Sim, claro, eles não distribuem gorjetas nem migalhas… e é disso que os corvos se alimentam.

    - “Dom Sebastião voltará!”, “Dom Sebastião voltará!”.

  14. Parreiras Rodrigues

    O que ninguém comenta é que não se esperava o êxodo populacional que inchou Curitiba e região metropolitana logo após a geada de 1975.

    O que ninguém comenta é que ninguém pensava que um dia um plano econômico levaria ao arreganhamento de crédito para neguim e branquim comprar carro em 90, 80, 7-0 meses.

    Não fosse a distorção demográfica provocada pela demanda do nosso concidadão em busca da cidade grande e da popularização do automóvel, e de outra droga, o tar do craque, Curitiba seria, sem sombra de dúvida, uma das melhores cidades prá se viver.

  15. leandro

    Linguarudo. Não foi o Sabbag não! Vá no IPPUC e pesquise.
    Esta estória de medo e andr armado é só na cabeça de gente como você que vê fantasma em tudo. Além das visões tem a sindrome da perseguição que os como você na inveja e no desconhecimento acham que só vale o que gente do teu lado vale e fez, par com isso çinguarudo, ou acho que poderia ser também orelhudo, sabe bem porque né?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>