8:36O terror oficial

No mesmo dia em que se anuncia que a Justiça australiana concluiu que a polícia daquele país agiu de forma selvagem para conter o brasileiro Roberto Laudisio Curti, que morreu ao receber 17 disparos de armas de choque, o governo brasileiro anuncia que distribuirá tal tipo de armamento para as polícias lidarem com os viciados em crack. Isso, em resumo, é a aplicação oficial do terror para quem já está em estado paranoico dentro inferno. O nome do programa brasileiro é “Crack, é possível vencer”.

5 ideias sobre “O terror oficial

  1. Elton

    Velha fórmula de tratar o problema das drogas como se fosse um problema de segurança pública em vez de problema de saúde pública. Parabéns ao idealizador da proposta. Vamos resolver o problema nem que tenhamos que recorrer ao monopólio do uso da violência pelo Estado.

  2. BILL COSBY

    ” Tenho 74 anos e estou cansado. Exceto um breve período na década de 50, quando fiz o meu serviço militar, tenho trabalhado duro desde que eu tinha 17 anos. Trabalhava 50 horas por semana, e não caí doente em quase 40 anos. Tinha um salário razoável, mas não herdei o meu trabalho ou o meu rendimento. Eu trabalhei para chegar onde estou, e cheguei economizando muito, mas estou cansado, muito cansado”:
    ESTOU CANSADO de que me digam que eu tenho que “distribuir a riqueza” para as pessoas que não querem trabalhar e não têm a ética de trabalho. Estou cansado de ver que o governo ficar c/o dinheiro que ganho, pela força, se necessário, e o dá a vagabundos com preguiça para ganhá-lo.
    ESTOU CANSADO de ler e ouvir que o Islamismo é uma “religião da paz”, quando todos os dias leio dezenas de histórias de homens muçulmanos a matar suas irmãs, esposas e filhas pela “honra” da sua família; de muçulmanos a assassinar cristãos e judeus porque não são crentes; de muçulmanos queimando escolas; apedrejando adolescentes vítimas de estupro, morte p/adultério; mutilaando genital de meninas, tudo em nome de Alá, porque o Alcorão e a lei Sharia diz para eles o fazerem.
    ESTOU CANSADO de que me digam que por “tolerância para com outras culturas” devemos deixar que Arábia Saudita e outros países árabes usem dinheiro do petróleo para financiar mesquitas e escolas islâmicas, para pregar o ódio na Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Estados Unidos e Canadá, enquanto que ninguém desses países está autorizado a fundar uma sinagoga, igreja ou escola religiosa na Arábia Saudita ou qualquer outro país árabe, para ensinar amor, tolerância e paz.
    ESTOU CANSADO de que me digam para eu baixar o meu padrão de vida para lutar contra o aquecimento global, o qual não me é permitido sequer debater.
    ESTOU CANSADO que me digam que os toxico dependentes têm uma doença, e tenho que ajudar no s/tratamento e pagar por danos que fazem. Eles procuraram sua desgraça. Nenhum germe os agarrou e encheu de pó branco s/narizes nojentos, ou à força injetou porcarias em s/veias asquerosas.
    ESTOU CANSADO de ouvir ricos atletas, artistas e políticos de todos os partidos falarem sobre erros inocentes, erros estúpidos ou erros da juventude, quando todos nós sabemos que o erro foi terem sidos apanhados. Estou cansado de pessoas sem senso do direito, sejam elas ricas ou pobres.
    ESTOU REALMENTE CANSADO de pessoas que não assumem a responsabilidade por suas vidas e ações. Estou cansado de ouvi-las culpar o governo e a sociedade de discriminação pelos “seus problemas.”
    TAMBEM ESTOU CANSADO E FARTO de ver homens e mulheres serem repositório de pregos, pinos e tatuagens de mau gosto, tornando-se assim, pessoas não empregáveis e, por isso, reivindicando dinheiro do governo (dos impostos pagos p/ quem trabalha)
    SIM, ESTOU MUITO CANSADO, MAS TAMBÉM FELIZ POR TER 74 ANOS, E A CERTEZA QUE NÃO VEREI O MUNDO QUE ESTAS PESSOAS ESTÃO CRIANDO. AO TEMPO QUE FICO TRISTE P/MINHA NETA E SEUS FILHOS. GRAÇAS A DEUS ESTOU NO CAMINHO DE SAÍDA E NÃO NO DE ENTRADA. “

  3. Zangado

    Quando será que vão decidir pegar os financiadores do tráfico, seus comissários públicos e privados e os chefes maiores do tráfico.

    Quando será que vão tratar a questão nas suas origens, no atacado, e deixar do varejo varejinho e varejão, inclusive com medidas esdrúxulas como essa.

    Estão brincando com o povo ou compromissados com o tráfico – não há meio termo.

  4. antonio carlos

    É impressionante o nosso hábito de aprender pelo lado mais difícil, dando cabeçada. Mas como somos brasileiros, e, consequentemente não desistimos nunca, vamos continuar nesta estrada. Talvez lá por volta de 2150 os tantos governos que se passaram aprendam com os erros dos outros governos. E daí não venhamos mais insistir em repetir os erros alheios. ACarlos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>