3 ideias sobre “O sol!

  1. Parreiras Rodrigues

    Seca danada em Santa Isabel do Ivai, o maior produtor de abacaxi do Sul brasileiro.

    Três mêses sem um pingo, uma única nuvinha.

    Zé Birola, gozador prá carai, tinha o bar na esquina com o Banco do Brasil, farmácia e coisa e tal.

    Era onde muitos sitiantes, chacreiros e fazendeiros chegavam cedo prá esperar abrir o banco, o comércio, enquanto comiam uns salgadinhos – Zé era famoso no espetinho de carne, empadinha e quibe com ovo dentro.

    Bem, o pessoal da roça ali, tristim, semente perdendo, adubo vencendo, dava prá plantar nada não.

    De repente, não mais que, um tropel no céu, a coisa escureceu, raios, trovões não nessa ordem e o aguaceiro desceu.

    Mas desceu brabo, prá valer…

    Zé Birola olhou pra turma de chapéu atolado, mão grossa e grunhiu entre dentes:
    _____Logo agora que eu tava me acostumando com a seca!

    Num sei donde apareceu tanta faca e revólver.
    Mais uma vez dona Ana vem lá da cozinha do buteco e pede pro povo num ligar não que o Zé era mesmo de falar bosta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>