11:00O novo portal do CNJ

O Conselho Nacional de Justiça informa:

Novo Portal do CNJ: notícias e decisões mais acessíveis ao cidadão

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) oferece a partir de hoje um novo portal a seus leitores, onde será mais fácil localizar os conteúdos e as decisões da instituição. A marca do novo portal, desenvolvido pela Secretaria de Comunicação Social com suporte do Departamento de Tecnologia da Informação (DTI), é o layout moderno, dinâmico e objetivo, com acesso facilitado às diversas áreas do site. A reformulação tem por objetivo dar ao cidadão mais transparência sobre as decisões do CNJ, tornando prático o acesso às informações.

As mudanças no layout são percebidas logo que o internauta acessa a home page (www.cnj.jus.br). A seção de Notícias, que traz as matérias produzidas pela equipe da Secretaria de Comunicação Social, ganha destaque. Ao invés da exibição alternada de uma única matéria e foto, como no portal antigo, a home page ganha espaço para três manchetes e fotos das principais notícias do CNJ.

Abaixo das fotos, um rotacionador exibe, de forma alternada, os títulos das demais matérias produzidas, além do link “Mais Notícias”, onde pode ser acessado todo o rol de notícias do Conselho. Alguns dos principais conteúdos do site ganharam acesso rápido e destacado, na área “Acesso Rápido”, disposta na área central da home page.

O acesso ao Processo Judicial Eletrônico (PJe), sistema de tramitação digital de processos, às pautas das sessões plenárias, ao Diário de Justiça (DJe) e à TV Plenário são alguns dos conteúdos que ganharam acesso rápido e diferenciado no novo portal, com apenas um clique no ícone. Ao passar o mouse sobre os ícones, é exibida uma explicação sobre o conteúdo a ser acessado, para que o internauta possa checar se é realmente o que ele precisa acessar.

Outra novidade é o ícone Resultado das Sessões, que abrigará a compilação dos números de cada sessão plenária, com a relação dos itens pautados, julgados, adiados e com pedidos de vista. Antes, estas informações estavam disponíveis apenas nos dias das sessões no link da TV Plenário. Agora estas informações permanecerão acessíveis ao internauta mesmo depois de encerradas as sessões.

Assim como no portal anterior, a Corregedoria Nacional de Justiça terá uma área dedicada a ela, porém o acesso a essa área ganha mais destaque. As notícias divulgadas pelos tribunais também terão mais visibilidade, em uma coluna com fotos ao lado da seção Informações e Serviços. As informações sobre  eventos e publicações do CNJ estão localizadas na parte inferior da home page.

Além da facilidade de acesso, o portal do CNJ continua atendendo às exigências de acessibilidade para pessoas com deficiência, como o conteúdo oferecido na Língua Brasileira de Sinais (Libras). Assim como no portal anterior, é possível compartilhar notícias via e-mail, Facebook e Twitter. A página também é facilmente acessível por plataformas móveiscomo celulares, smartphones e tablets. Segundo estatísticas do Google Analytics, programa que mede a visibilidade em sites da internet, estes dispositivos já respondem por quase 25% dos acessos ao portal do CNJ.

De acordo com a SimilarWeb, ferramenta de análise de dados de sites, o portal do CNJ ocupa a 74ª posição entre os 10 mil sites governamentais e jurídicos mais acessados no mundo e a 22ª posição no ranking dos 100 sites governamentais e jurídicos mais acessados do Brasil. O portal recebe mensalmente cerca de 450 mil usuários. A cada mês, são registradas em média 1,5 milhão de visualizações das páginas.

Segundo o Google Analytics, a maior parte do público do portal tem entre 25 e 34 anos (36%). Além disso, 55,8% são mulheres e 44,2% são homens. Os acessos feitos por usuários novos (58%) superam os de usuários recorrentes (42%). Para o chefe da Seção de Gestão de Sistemas do CNJ, Alex Oliveira, o aprimoramento do portal do CNJ levará os usuários a permanecerem mais tempo navegando e conhecendo o trabalho disponibilizado no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>