7:49O carnaval continua no hospício

Acabou o carnaval ? Mas o samba vai continuar. Começa agora aquele massacre de propaganda, reportagens e chamadas na TV Globo e emissoras a cabo para a Copa do Mundo que acontece de 14 de junho a 15 de julho na Russia. É um delírio movido a muito dinheiro e explorando até o talo a paixão do brasileiro pelo esporte que consagrou Jacozinho. Injeta-se uma dose cavalar de expectativa em torno do que vai acontecer com a bola rolando, como se isso fosse possível. E vende-se de tudo, principalmente o patriotismo basbaque que transforma um gol deste moleque Neymar em milagre capaz de fazer este hospício em frangalhos, que é o Bananão, se transformar num país de verdade e cheio de esperanças mil, com ordem e progresso. Pensando bem, não deixa de ser um imenso carnaval, onde a dose do lança-perfume é cavalar e permanente. Encavalado a isso, a campanha para as eleições decolam da mesma maneira de sempre – e com os protagonistas idem, mudando apenas algumas  fachadas. Aí o buraco é muito mais embaixo, porque são os escolhidos que vão comandar a esbórnia por mais quatro anos, vestidos com a fantasia dos senhores que mandam – e mamam, em sua maioria. O que? O que a ninguenzada, que é espectadora, nunca povo, paga pra ver. É ou não é?

2 ideias sobre “O carnaval continua no hospício

  1. Parreiras Rodrigues

    É vero. A Globo, por dez dias encheu o saco da plebe ignara chamando-a para assistir o duelo Neymar x Cristiano Ronaldo. Neymar deu bolo, ou chabú. Faiô!

  2. Ivan Schmidt

    Do trio de brasileiros em campo somente o lateral Marcelo, do Real Madri, se destacou. O homem é todo pulmões! E ainda fez um golaço…
    Neymar e Daniel Alves, do PSG, ficaram devendo… e acendem o sinal amarelo para a seleção brasileira na Copa da Rússia… o que tem de gringo jogando o fino é uma barbaridade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>