16:25O articulador prevaleceu. Deu no que deu

Do analista dos Planaltos:

 

Quem leu com atenção a nota oficial de Gleisi Hoffmann sobre a prisão de seu assessor, Eduardo Gaievski, investigado por 23 casos de estupro avalia que o trecho sincero de todo aquele palavrório é a parte que diz que o assessor foi contratado porque:

“Precisávamos de alguém com a visão de município para avaliar a adequação dos programas e projetos que estávamos implementando e que precisam de parceria forte com as prefeituras.”

Gaievski assumiu foi para o Ministério para coordenar a campanha de Gleisi no interior. Em março levou 80 prefeitos paranaenses para encontrar a ministra em Brasília. A alegada ignorância a respeito dos crimes sexuais do assessor é duvidosa porque, ao que se sabe, isso era do conhecimento da maioria dos 17 mil habitantes da pequena Realeza e também nas cidades vizinhas.

A decisão de levá-lo a Brasília, mesmo assim, parece ter partido da análise que os talentos de articulador do ex-prefeito eram imprescindíveis – e que a longa investigação policial não iria dar em nada. Deu.

Uma ideia sobre “O articulador prevaleceu. Deu no que deu

  1. antonio carlos

    Contrariando a vontade popular, e a verdade dos fatos, a ministra apostou no pedófilo e entrou pelo cano. Agora vai ser difícil convencer os 80 prefeitos de que a ministra sabe escolher os seus assessores. E a população do Oeste do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>