5:48Neymar faz tudo por dinheiro

A Globo tinha contrato de exclusividade com Neymar antes, durante e depois da Copa de 2014, para que ele participasse de programas da emissora (ler reportagem da FSP abaixo). Portanto, aquela entrada do lateral colombiano Zúñiga nas costas do atacante não só  fraturou a terceira vétebra lombar do jogador, mas também os planos da emissora e, como detalhe, abriu o caminho para o maior vexame da história do futebol brasileiro, que foi os 7 a 1 sofridos diante da Alemanha e a eliminação da disputa em pleno estádio Mineirão. O contrato não foi renovado em 2016 e Neymar virou as costas para a emissora, comprovando que ele faz qualquer coisa, mas por dinheiro. Recentemente um jornal espanhol matou a charada dizendo que o atleta de 25 anos quer ser o melhor do mundo dentro de campo, mas se comporta como um adolescente endinheirado fora dele. Perfeito.

 

Por exclusividade, Globo contratou Neymar no ano da Copa de 2014

Parceria garantia participação em programas e campanhas pelo menos até 2015

por Alex Sabino e Diego Garcia

Jogador mais caro da história do futebol, Neymar manteve contrato com o Grupo Globo durante a Copa do Mundo no Brasil, em 2014. O acordo durou pelo menos até 2015 e previa participações do atleta na emissora.

“O contrato citado não existe mais. Firmado em 2014, referia-se a participações especiais de Neymar em programas e em campanhas da emissora, bem como ao uso de conteúdos audiovisuais produzidos pelo jogador”, informou o departamento de comunicação da Globo à Folha.

Questionado, Neymar disse que não tem nada a declarar sobre o assunto. Nenhuma das partes deu respostas sobre o valor do acordo.

A relação de parceria não impedia o atleta de atender outros veículos, mas dava regalias à Globo, como ter acesso a informações antes dos concorrentes, obter entrevistas exclusivas e outros privilégios.

O contrato entre Neymar e a emissora era de conhecimento dos assessores do atleta. A Folha teve acesso a documentos anexados a um processo de 6.342 páginas, que está em sigilo na Justiça e tem empresas do pai de Neymar como rés. O acordo é discutido em mensagens do estafe do atacante.

Em um e-mail de 21 de julho de 2015, o ex-assessor de Neymar Eduardo Musa alerta ao pai de Neymar sobre uma entrevista dada à apresentadora Xuxa, da TV Record.

“Ney, como te adiantei por telefone, a assessora da Xuxa me pediu para que ela fizesse uma visita no instituto junto com o Neymar Jr (…). Como você me orientou a agendar a visita, sugeri para ela na quinta-feira (…). Como te falei, estamos infringindo o contrato da Globo”, afirma Musa.

Apesar do receio, a entrevista foi concedida no mesmo mês e transmitida em programa que estreou em agosto daquele ano na TV Record.

Musa trabalhou com o jogador de 2011 a 2015. Após deixar a função de assessor, ele entrou na Justiça do Trabalho contra a Neymar Sports e Marketing S/S Ltda e a N&N Consultoria Esportiva Empresarial Ltda, que têm os pais do atacante como sócios. O caso foi encerrado após o acerto de um acordo, com pagamento de R$ 3 milhões ao ex-assessor.

Enquanto foi contratado da Globo, Neymar participou diversas vezes de programas da emissora. Foi ao “Domingão do Faustão”, em maio de 2014, além de ter enviado vídeos para participações esporádicas em outras ocasiões da atração, como em homenagens ao cantor e amigo Thiaguinho e à namorada, a atriz Bruna Marquezine.

No mesmo mês, deu entrevista ao apresentador Ivan Moré, do “Esporte Espetacular”. No mês seguinte, recebeu o apresentador Luciano Huckem sua casa, em Barcelona, na véspera da Copa do Mundo. Em julho, participou do “Fantástico”, com Tadeu Schmidt e Renata Vasconcellos. Em dezembro, voltou a atender o “Esporte Espetacular”, em Barcelona.

Em 2015, deu entrevistas exclusivas a profissionais da Globo e participou de um quadro do “Globoesporte”, em que atendeu a equipe do programa enquanto passeava de carro em Praia Grande (SP). Em agosto, fez uma participação especial na novela “A Regra do Jogo”.

PUBLICIDADE

O acordo com a Globo ainda vigorava em 2015, quando Neymar pai negociou parceria com o Facebook. Em email enviado a ele, Musa diz ser contra o acerto, pois o jogador já tinha contrato em moldes semelhantes com a emissora.

“Temos um contrato com o maior departamento comercial de publicidade brasileiro, que é o da Globo”, afirma o ex-assessor na mensagem.

Em outro e-mail, de outubro de 2014, um assessor das empresas de Neymar encaminha ao estafe do jogador uma solicitação de entrevista do Ego, site do Grupo Globo, e questiona: “A entrevista por e-mail ou telefone já entra no novo contrato da Globo?”.

Logo após a Copa de 2014, outro assessor de Neymar, Alex Bernardo, reclamou em um grupo de WhatsApp sobre a relação com a emissora.

“Tem que pedir para colocar alguém com poder de solução do lado de lá, não é? Se sempre que acontecer algo precisarmos ligar no ‘dono’ para resolver, fica difícil. O contrário não aconteceria. Quando alguém da Globo liga pedindo algo, qualquer um de nós resolve, ou fará de tudo para resolver. Tem que ser da mesma forma lá.”

Nessa conversa, o pai de Neymar se queixa da edição de entrevista do filho ao “Fantástico” logo após o Mundial.

“Tinha sido garantido que a entrevista seria gravada e, caso algum assunto, pergunta ou resposta não fosse adequada, poderia solicitar que fosse excluída”, afirma.

Segundo ele, “desde o convite que vocês fizeram ao meu filho para participar do ‘Fantástico’, deixamos claro que seria muito difícil uma entrevista, mas em respeito à parceria que sempre tivemos nos esforçaríamos para agendar”.

A conversa no Whatsapp ocorreu dez dias depois de o Brasil perder por 7 a 1 na semifinal contra a Alemanha. Lesionado, Neymar não jogou. A entrevista foi ao ar dois dias depois, mas trechos foram antecipados no site da Globo, o que irritou Neymar pai.

Esse expediente era comum durante o contrato. Auxiliares do atleta reclamavam a diretores de conteúdo de veículos ligados ao Grupo Globo. Documentos no processo também mostram envio de textos sobre o jogador para que os gestores de sua carreira avaliassem antes da publicação.

Questionadas sobre a interferência no conteúdo jornalístico da Globo ou se o acordo previa exclusividade, a emissora e as empresas de Neymar não responderam.

RELAÇÃO SE ESTREMECE APÓS FIM DO CONTRATO

Em 2016, após o contrato entre Globo e Neymar não ser renovado, a relação do atacante com a emissora começou a ter desgastes, que se tornaram públicos.

Criticado pelo principal narrador da empresa, Galvão Bueno, durante os os Jogos Olímpicos do Rio, o jogador do Paris Saint-Germain passou a não atender mais a emissora no gramado depois das partidas no torneio.

Após conquistar a medalha de ouro no Maracanã, Neymar foi até as câmeras da emissora e afirmou: “Vão ter que me engolir”, sem responder a nenhum jornalista na sequência.

Após a Olimpíada do Rio, a primeira entrevista exclusiva do atleta foi para a Record, principal concorrente da Globo na TV aberta, concedida ao humorista Fábio Porchat. O jogador rejeitou participação na Globo e não compareceu mais aos principais programas da emissora.

Em 2017, Neymar deu entrevista à Globo após se apresentar ao PSG, em agosto, mas sem privilégios. Aconteceu no mesmo dia que atendeu outros veículos, brasileiros e estrangeiros, no estádio Parque dos Príncipes.

Em outubro, Neymar deu entrevista exclusiva ao Multishow, emissora da TV paga do sistema Globosat, à apresentadora Tatá Werneck.

Em dezembro, gravou um amigo secreto solidário de Natal, organizado por seu instituto e transmitido por SBT e Fox Sports, rival do SporTV, outra emissora que pertence à Globo.

Na última semana, após críticas ao vivo de Casagrande, ex-jogador e comentarista de futebol da Globo, o pai de Neymar fez postagem no Instagram falando em “abutres” e relembrando também o episódio olímpico com Galvão e a Globo.

“Não conseguiram nas Olimpíadas do Rio, mas ficaram ali, aguardando a primeira oportunidade, para trazer seu mau agouro”, escreveu o pai e empresário do atacante da seleção brasileira.

2 ideias sobre “Neymar faz tudo por dinheiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>