11:57Nepotismo em números

Do correspondente em Brasília

Depois do jab de direita que o deputado federal Sérgio Souza deu ontem no senador Requião (fato ocorrido dentro do próprio ringue peemedebista), afirmando ser a favor do fundo eleitoral e contra a concentração de recursos nas mãos de dirigentes partidários que praticam o nepotismo, privilegiando a candidatura de parentes, um abelhudo foi pesquisar. Encontrou a distribuição dos recursos do Diretório Estadual do PMDB no Paraná na eleição municipal do ano passado. Entre os doze privilegiados com verbas, o filho de Roberto Requião, Maurício, que disputou a prefeitura de Curitiba, está em primeiro lugar com a bagatela de R$ 515.600,00. Em segundo lugar vem Elemar Rubens Lamberti, que concorreu à prefeitura de Marechal Cândido Rondon, com R$ 20 mil. Em terceiro está o candidato a vereador em Curitiba Marcos José Franco, com exatos R$ 665,72. O último da lista, Luís Roberto Correa, também candidato à Câmara curitibana, recebeu R$ 526,32. Nenhum centavo a mais. Ou seja, o topo da lista ficou com 95% dos recursos e o último com microscópicos 0.097%.

2 ideias sobre “Nepotismo em números

  1. Fausto Thomaz

    E aí Silvestre….ta com a boca tão ocupada lambendo o saco do Mamona que não pára nem pra defende-lo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>