19:07Moralismo, moroalismo

De Rogério Distéfano, no blogO Insulto Diário (http://www.oinsultodiario.com/)

A horda bolsonárica esperava Sérgio Moro no Afonso Pena, vindo da reunião com Jair Bolsonaro. Lá cruzou com Cláudia Cunha, que desembarcava no mesmo horário para audiência no processo da Lava Jato. A horda perseguiu a mulher de Eduardo Cunha, escrachando-a até o táxi. Moro naquele momento era juiz pleno e semi-ministro.

Evidente que para Moro o tratamento foi diferente, tudo para o catão pé-vermelho. Paciência, tempo ao tempo, o araruta da horda logo será mingau. Importa a bestialidade da horda, que lembra os parisienses que ficavam debaixo da guilhotina para besuntar as mãos e lábios com o sangue dos compatriotas executados.

Roubar cabeças do cesto em que eram recolhidas e comprar pedaços de roupas ensanguentadas era tráfico usual, este exercido pelo carrasco. Depois Robespierre, o grande acusador e moralista exacerbado, teve o mesmo destino, ele e outros. A horda que lambia o sangue dos executados, ou passou fome ou morreu nas guerras de Napoleão.

Tem aquilo de um dia depois do outro. Pode também ser uma guilhotina depois da outra. A horda bolsonárica soma ‘moralismo’ com ‘moroalismo’. Essa conta pode fechar em ‘robespierreanismo’.

5 ideias sobre “Moralismo, moroalismo

  1. Vick

    “Catão pé-vermelho” … A inveja é a notória autofagia já estão mostrando os seus dentes! O que queriam? A continuação do petismo? Ou a sua substituição por um governo do centrão? Até gente inteligente e do bem deixa-se influenciar nostalgicamente pelo regime autoritário militar pós 1964. Os tempos são outros, felizmente, em que a influência dos jornalões e da mídia tradicional não é mais a mesma. E temos uma ordem legal constituída e consolidada, então vamos dar um voto de confiança aos eleitos e evitar fazer o jogo dos petistas corruptos derrotados.

  2. Parreiras Rodrigues

    E é exótico, sim, Sérgio Silvestre. Diferente dos produtos petistas. Quanto a Rogério Distéfano, lembra o cara na TV: Ia indo tão bem…

  3. Sisi

    Não sei porque, mas ainda me surpreendo com estes jornalistas que babam e esbravejam diante da derrota da esquerda. O que dizer da torcida pelo fracasso da nova gestão? Talvez morem no exterior ou já estejam de malas prontas, ou ainda, se regozijem quando tudo vai mal e aplaudam as desgraças advindas do desgoverno e se beneficiem por conta disto. Vá saber?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>