10:41Missão Impossível

ROGÉRIO DISTÉFANO

OS NORTE-AMERICANOS são loucos. O ator Tom Cruise um dos maiores, simbiose hollywoodiana do narcisismo com a bajulação. As leis de lá estão entre o louco e o medieval, têm coisas que não passariam pelo mais lewandowski dos juízes brasileiros. Só leis desse tipo permitem a cláusula do divórcio de Cruise com a atriz Katie Holmes: ela está proibida de namorar em público até cinco anos após a separação. O prazo termina em 2017. A base do desvario de controle pós-matrimonial vem da Cientologia, religião de Cruise.

Cruise é espécie de cardeal primaz da igreja, que dá pitaco na vida dos devotos e na educação dos filhos destes. Antes de Katie, Nicole Kidman, outra mulher de Cruise, deu no pé para fugir da religião. Katie já tem namorado, faz tempo está ficando com Jamie Foxx, todo mundo sabe, mas os fotógrafos não conseguem captá-los. Foxx e Cruise contracenaram em ‘Collateral’, 2004, direção de Michael Mann. Foxx matou o personagem de Cruise no filme. Tem talento de sobra. Deve também ter o que sobra nos negros e falta nos brancos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>