8:10MANÉ GALO

A prática da mentira é uma das atividades humanas mais antigas. Desde que o homem aprendeu a falar, aprendeu, também,  a mentir. Em quase toda conversa sempre há uma mentira. Quase todo mundo mente. Uns mais, outros menos. No litoral do Paraná havia um sujeito muito mentiroso, tão mentiroso que ganhou o apelido de “Mentirinha”. Há vários tipos de mentira: a  salvadora, a da alegria, a piedosa, a  séria, a grave e muito perigosa, a aquela em que o mentiroso acredita nela e repete tantas vezes que acaba se transformando em meia verdade. Essa última é o tipo preferido “deles”. No mundo político, dá a impressão que a mentira faz parte do cardápio diário. Mentem muito em toda parte. Um, porém, é considerado, por alguns analistas,  o maior mentiroso do Brasil. Dizem até que suas mentiras enganaram o mundo. É difícil conviver com a mentira e mentirosos, mas… como fazer?. Enquanto não surge uma fórmula milagrosa para banir a mentira do nosso convívio, resta ao povo tirar os mentirosos conhecidos da vida pública. Que tal? 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>