17:03Lula não erra, como a rainha da Inglaterra

por Rogério Distéfano, no blog O Insulto Diário

LULA, insulto diário à nossa inteligência: “Ministro do STF não deve votar em função da opinião pública” – de hoje. “O povo já me absolveu” – desde que caiu nas malhas da lei.

Uma frase anula a outra. Em Lula o é vem dentro do não é. Se o povo o absolveu ao elegê-lo duas vezes, o ministro tem que seguir a opinião pública. Eleitor e opinião pública se completam.

Certo, certo mesmo, seria nem julgar Lula, que jamais errou. Lula não erra, como a rainha da Inglaterra, que na dúvida prefere ser honesta. O Hamlet de Lula é e não é ao mesmo tempo.

Lula recua à Eleia do século VI da era comum e rói o cérebro do velho Parmênides, que nos ensinou que uma coisa não pode ser e não ser ao mesmo tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>