6:57Gustavo Fruet no caminho

por Ivan Schmidt

A cidade de Curitiba mudou (e bastante) nos últimos 30 anos. Aqueles que aqui estavam nos anos 80 e 90 são testemunhas dessa conclusão acaciana, da mesma forma que não podem negar que muitas coisas mudaram para melhor. Outras nem tanto. Talvez o exemplo mais concreto da nova realidade curitibana é que o sistema de transporte de massa, antes uma referência para as demais capitais e grandes cidades (um dia estacionaram um ligeirinho numa esquina de Nova York), está hoje absolutamente saturado e exigindo total reestruturação.

Juntamente com as inovações urbanas implantadas desde a primeira gestão de Jaime Lerner, ainda nos anos 70, também ocorreram mudanças no perfil da classe média que ascendeu a níveis respeitáveis em termos de renda familiar, qualidade de vida, capacidade de consumo e outros badulaques canonizados pela teoria socioeconômica.

Hoje, entretanto, Curitiba carece de nova definição de seus rumos e não pode mais se dar ao luxo de discutir temas relevantes como metrô, mobilidade, segurança, saúde e outros, apenas em época de eleição. O discurso bem afinado é do ex-deputado Gustavo Fruet (PDT), um dos pré-candidatos à sucessão municipal, para quem a cidade precisa ser repensada inclusive em termos de futuro. E esse pensar o futuro, segundo Gustavo, é a forma mais rápida para Curitiba voltar a ser a referência que já foi. Um dos pontos cruciais da discussão é o direcionamento dos eixos de crescimento da cidade. Anotei essas declarações em recente entrevista do pré-candidato a uma emissora de rádio, a Novo Tempo, da qual participei.

Qual é a cidade que queremos?, é a pergunta que Gustavo repete em palestras para estudantes e profissionais de todas as áreas e nas entrevistas diárias que concede aos jornalistas. E o político dá um passo a frente ao assegurar que esse conhecimento somente será adquirido quando a população tiver a oportunidade de revelar o que pensa sobre a problemática.

Trabalhando com informações que brotam da observação pessoal e dos contatos com diferentes setores, Gustavo sabe que o eleitor curitibano votou nas últimas quatro eleições, tem mais de 30 anos e o ensino médio completo. Segundo Gustavo a maioria desses eleitores veio do interior e já não pensa mais como pensava antes. É para esse público que o pré-candidato está procurando falar, a fim de reelaborar não apenas o discurso, mas acima de tudo alinhar a prática política com a nova realidade social.

Gustavo sabe melhor que ninguém que uma candidatura não se constrói por si mesma e tampouco surge do vazio. É preciso que haja convergência de ideias e objetivos. A argumentação pragmática do pré-candidato tem a ver com a questão interna do PT, que diz acompanhar e respeitar, sem interferir. Contudo, tem confiança que as partes podem chegar a bom termo porque está em jogo o futuro da cidade e tal objetivo é mais importante que uma discussão passional encapsulada por vontades pessoais legítimas, mas não raro extemporâneas.

Vacinado contra a inveja e a maledicência, Gustavo sabe que está em marcha uma operação destinada a desconstruir sua imagem de político honesto e coerente, assim como a opção de disputar a prefeitura de Curitiba. Figuras importantes da política, como o governador pernambucano Eduardo Campos, dono do Partido Socialista Brasileiro (PSB), provavelmente o governador mais próximo da presidente Dilma Rousseff, em associação com quadros locais do PMDB e PT, articulam uma trama para convencer o antigo partido da ética e transparência a negar o apoio à candidatura de Fruet.

Mesmo assim ele continua motivado a prosseguir na vida pública, arrazoando que faz política por vocação e gosto pessoal. “Nasci e me criei num ambiente favorável à escolha desse caminho. Tenho muito a contribuir com minha cidade, assim como fiz com o País em meus mandatos na Câmara dos Deputados”, resume.

20 ideias sobre “Gustavo Fruet no caminho

  1. Bom Senso

    Quanto a competência, boa vontade e lisura de Gustafo Fruet nada tem que se discuitir. Era um grande entusiasta de sua candidatura até vê-lo ao lado de determinados “ELEMENTOS” desta agremiação. O Ilmo. Candidato tem que lembrar que sozinho não fará nada. No entanto filiou-se a um partido duvidoso, sem identidade, que ocupou o cenário nacional e regional pelas caricaturas de politicos, longe da grandeza de Getulio Vargas, Brizola e outros nomes em outros Estados. Se ao menos aplicasse o princípio da FICHA LIMPA de forma completa, dentro dos seus qudros atuais, quantos permaneceriam. INFELIZMENTE votar em FRUET atualmente é permitir que CAÇADORES DE ETs, estejam no poder.

  2. roque

    Oi Bom Senso.

    Complementando seu comentário, lembro-me do seguinte ditado: “Dize-me com quem andas e te direi quem és”.

  3. Maringas

    o Bom Senso leu e não entendeu; comentou como se fizesse parte da “operação em marcha para desconstruir a imagem de político honesto e coerente” do futuro Prefeito Gustavo Fruet.

  4. Quem sabe

    Política é acima de tudo a capacidade de reunir pessoas rumo a um objetivo. Por melhor a intenção, curriculo ou capacidade que alguem tenha, se não tiver competência política, nada irá fazer, porque não consegue trabalhar dentro da estrutura democrática e ao Nobre Gustavo isso anda fazendo muita falta, se não consegue nem compor com os seus o que fará quando tiver de compor com todos.

  5. Lucas Romário de Brito

    Parabéns pelo texto Ivan. O Gustavo Fruet merece um voto de confiança do povo curitibano. Independente de partidos, até porque, o que se tornaram os partidos no Brasil, sem excessão. O PT no âmbito federal. E o PSDB? Que tal o exemplo de Curitiba. Derosso e mais de 30 milhões para a esposa. Beto empregando esposa, irmão, Ezequias, filho do Belinatti, o Cásio Taniguchi. E na prefeitura, são milhares de Comissionados, de todos os partidos. Ou seja, infelizmente o Gustavo precisa de um partido para ser candidato. Teve que fazer escolha. Agora Curitiba precisa pensar mesmo o que quer pro seu futuro. Continuar como está, com esse prefeito tampão não dá!

  6. Joel de Melo Bueno

    Todos sabem que quem manda nos partidos são os caciques, velhas raposas, mas felizmente o povo não vota nos partidos e sim em Pessoas e a melhor pessoa, melhor candidato para Curitiba é o Gustavo Fruet.

  7. Curitibano

    Juntos os putos não querem mais.
    Poucas palavras dizem tudo. Parabéns Gustavo Fruet, acima de tudo um homem de princípios e ética.

  8. marcelo

    Falam, Falam Falam do gustavo. Por que isso, por que aquilo. Ele tem um blog sabiam? Fiz um comentário no blog dele e não foi publicado. Não era nada ofensivo, nem desmerecia o gustavo em só. Era um comentário construtivo sobre um tema exposto no blog dele. E adivinhem, comentário não foi publicado. Ou seja se num simples blog não tem vez, imagine na prefeitura? Teste entrem no Blog do gustavo. Leiam as diversas coisa que tem lá e façam comentários contra ou com opinião distinta que esta lá. Aposto que não será publicada. Em Resumo estamos perdidos nos candidatos disponíveis para a prefeitura….

  9. Janaina Furtado

    Parabens ao Lucas Romario pela sua leitura. Com certeza os comentarios contra o gustavo sao de pessoas com fortes ligacoes com a prefeitura ou gov. richa., onde centenas de parentes e companheiros de eskemas de corrupcao estao empregados.
    Nao tenho duvidas de que prevalecera o bom senso e fruet sera o prefeito.

  10. Prefeito deixa de truta ...

    Perguntem aqueles que realmente fazem a PMC acontecer, os seus funcionários, quem eles querem prefeito … é Gustavo na cabeça!!

  11. ademilson

    O Gustavo é o ultimo politico ético que temos no momento em Curitiba.
    Sem ele, os gatos japoneses e similares continuarão a cuidar do % da saude, % do lixo, % do aluguel dos carros, % das obras públicas………………….

  12. jonas farhat

    TODAS AS OPINIÕES CONTRARIAS AO GUSTAVO, SÃO PLANTADAS PELA TURMA DO BETO, OS CARGOS EM COMISSÃO E DO POBREZINHO POLITICO DO DUCCI QUE PEDE AO SEU CHEFE DE GABINETE Q. PLANTE A DISCORDIA, ENTRE O PT E O GUSTAVO

  13. Questão sempre ignorada

    Será que o tema “flanelinhas” entrará no debate? Até quando seremos reféns da extorsão em espaço público? Será que teremos algum candidato com alguma proposta de por a Guarda Municipal na prevenção e combate dessa máfia? Esse assunto é sempre ignorado.

  14. Junior Zarur

    GUSTAVO FRUET É A SOLUÇÃO PARA NOSSA CIDADE, NÃO VEJO EM NENHUM OUTRO CANDIDATO ALGUÉM QUE TENHA O SEU POTENCIAL PARA MUDAR CURITIBA… FORÇA GUSTAVO, VC É UM HOMEM PÚBLICO, PORTANTO SUJEITO A CRÍTICAS, E, QUANDO CONSTRUTIVAS, SABE MUITO BEM ENTENDÊ-LAS. NÃO PUBLICO NADA APOÓCRIFO, MOSTRO MINHA CARA E NÃO TENHO MEDO DE DIZER QUEM SOU… SOU FRUET, PREFEITO DA GENTE !!!

  15. Cleusa

    Gustavo na cabeça! Chega dos mesmos há mais de 30 anos sugando Curitiba! Tem que mudar – pois Gustavo tem ética – mesmo quando esteve no balaio de gatos do PSDB – ele manteve sua postura moral!

  16. olavo

    Falar no partido do Fruet? de estar mal acompanhado? e daí? o Ducci anda com todos os chamados “do bem”- kkk- e não faz nadica de nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>