17:54Greca diz que Fruet mente e que dívida da prefeitura é de R$ 1 bilhão

O PMN de Curitiba informa

Em debate na Gazeta, Greca afirma que vai trazer inovação para Curitiba

O candidato Rafael Greca vai trazer de volta a inovação para Curitiba,  requalificando os programas da cidade e valendo-se da competência para gerir o município. Greca defendeu esta visão durante o debate da Gazeta do Povo, na manhã desta segunda-feira, 12.

Ao longo do debate, o candidato da Coligação, Inovação e Amor (PMN, PSDB, PSB, DEM, PTN, PTdoB) focou na apresentação de suas propostas para área social, saúde, habitação e transporte. No entanto, rebateu as críticas do atual prefeito, Gustavo Fruet, quando faltou com a verdade.

“Tenho uma competência que não envelhece. Quero olhar para frente, sem olhar no retrovisor”, disse Greca. O candidato disse que sabe das dificuldades da prefeitura, como a ausência de certidão negativa que impede Curitiba de pegar financiamentos dos governos estadual e federal, além de organismos internacionais. Greca disse que os documentos sobre dívida estão em seu site.

Greca destacou que a dívida produzida pela atual administração está próximo dos R$ 500 milhões, totalizando quase um bilhão em débitos. Greca lembrou que o atual prefeito retirou recursos do fundo de aposentadoria dos servidores municipais para cobrir a folha de pagamento da Prefeitura.

O candidato do PMN diz que vai pôr a casa em ordem, como quitar as dívidas da Companhia de habitação de Curitiba (Cohab) de mais de R$ 28 milhões, sendo R$ 22 milhões em impostos atrasados, como o PIS-Pasep e INSS. “Vou renegociar essas dívidas e trazer quase R$ 70 milhões que o atual prefeito está devolvendo ao governo federal, por causa de 16 contratos de habitação paralisados”, disse.

Greca também disse que vai requalificar a saúde, melhorando a gestão para marcação de consultas, distribuição de leitos e garantindo remédios e material para as unidades de saúde. O candidato disse que vai criar um aplicativo para marcação de consultas e também ampliar o número de leitos, além de apoiar e estimular os servidores da saúde.

“Encontrei com Marilete Laurindo no Hospital do Trabalhador, que reclamou que na unidade de saúde não tem esparadrapo e para conseguir consulta, ela precisa ir para UPA. Isto vai acabar”, disse. Greca disse que vai resgatar a credibilidade do programa Mãe Curitibana e garantir que a Unidade da Ouvidor Pardinho volte a ser uma referência para os idosos.

O candidato também falou que vai deixar a cidade iluminada. Greca afirma que sai de noite e tem visto muitas ruas escuras. Greca disse que não permitir, como acontece agora, que o Jardim Botânico fique no escuro.

 

Outro compromisso de Greca é manter os programas que dão certo. Disse que não vai mudar os nomes dos programas, como foi feito com o Clube da Gente, que se transformou em Portal do Futuro. “Tudo que for bom será mantido e ampliado e tudo que for novo será recebido, “disse.

 

Greca disse que vai reestruturar a ação social de Curitiba. O candidato criticou o abandono que está Curitiba e que pretende retornar com o FAS SOS para garantir o atendimento digno aos moradores de rua. “É preciso ampliar a triagem, acolhida e encaminhamento. Fecharam a FAS / SOS, reduziram a acolhida e o encaminhamento.  Vamos retomar o restaurante popular embaixo do viaduto do Capanema, voltar a Linha do Sopão, reabrir e ampliar as casas de acolhida, voltar os convênios com as comunidades terapêuticas e outras frentes de ação social, pois a rua não pode ser o melhor lugar para se morar”, disse.

O candidato também disse que vai implantar na cidade FabLabs, para serem incubadoras de startups, estimulando o microempreendedor e também os jovens. Greca reiterou que vai inovar em Curitiba e sabe dos desafios da atual administração. “Eu não temo a Curitiba nova de 1 milhão e 900 mil habitantes porque tenho a cidade do lado esquerdo do peito”, afirmou

2 ideias sobre “Greca diz que Fruet mente e que dívida da prefeitura é de R$ 1 bilhão

  1. Aristides Mansur

    Nessa campanha o que falta é vergonha na cara .
    Todos os funcionários públicos do município de Curitiba sabem que o prefeito FRUET desviou o dinheiro da contribuição patronal do IPMC para tentar fazer uma administração descente , mas, não fez.
    A pergunta que paira no ar é a seguinte: Cade o Ministério Público do Paraná ?
    Tá certo de que o prefeito FRUET vive puxando o saco do MP, basta passar na Av. Marechal Floriano entre a Silva Jardim e a Av. Iguaçú para ver uma placa da prefeitura de Curitiba a qual está pasmem os senhores, pagando quase $ 5.000.000,00 ( Cinco Milhões de Reais) de obras de restauração do prédio onde funciona o MP do Paraná.
    Falta sim dinheiro para:
    Saúde.
    Educação.
    Asfalto.
    Antipó.
    Transporte Público
    Pagar o fundo de pensão dos funcionários de Curitiba
    mas, para puxar o saco do MP aí tem dinheiro.
    Será que o prefeito FRUET puxando o saco do MP porque tem medo de ser denunciado ?
    Deveria o sindicato dos servidores públicos de Curitiba fazer uma denuncia ao MP.
    Daí veríamos porque esse nosso suado dinheiro foi parar em outras mãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>