7:12Fracasso

Do Analista dos Planaltos

Londrina foi o berço do PMDB do Paraná. Quando um candidato ao governo promovia uma reunião, a cidade parava. Os hotéis e os restaurantes lotavam. Pessoas vinham de cidades vizinhas e distantes. As plenárias eram arrebatadas com discursos corajosos e vibrantes de José Richa, Alvaro Dias, Leite Chaves, Hélio Duque , Zé Tavares, Osvaldo Macedo, Elza Correia e outros grandes oradores.

Pois bem, o tempo passou e o PMDB já esvaziado promoveu uma reunião neste final de semana liderada pelo senador Requião. O que se viu foi exatamente o oposto do que antes ocorria. Plenário inexpressivo, com algumas dezenas de populares conduzidos para incensar o candidato Requião. Nenhuma grande personalidade política no evento que passou desapercebido na cidade como tem ocorrido nas demais onde houve igual reunião.

O que já se materializa no meio político é o papel de coadjuvante menor do PMDB que tem hoje um ex-presidente em prisão domiciliar, Rodrigo Rocha Loures e os demais próceres desfiliados do partido ou em absoluto desencanto com o projeto familiar requianista.

Até mesmo o ex-presidente do PMDB de Curitiba, o polêmico Doático Santos, que serviu por décadas ao requianismo, abandonou a legenda e filiou-se ao PSB, levando consigo muitas lideranças da antiga 145 Zonal , reduto histórico do antigo Manda Brasa.
Requião, alheio ao mais profundo e devastador esvaziamento de um partido político no Paraná, com a debandada de lideranças históricas, deputados , prefeitos e vereadores, se faz de indiferente.

Transformou o PMDB em uma legenda de nepotismo e da família, um cartório para garantir o polpudo fundo partidário, espaço gratuito na mídia e o horário eleitoral, onde irá buscar a reeleição para ele e para o filho, assim como os empregos dos muitos assessores e apaniguados.Esse é o único projeto do partido que definha e se desidrata a olhos vistos. Essa é a realidade sabida por todos e que tem como resultado as plenárias vazias e inexpressivas .

O resto é mera retórica, discurso vazio de propostas, uma arenga repetitiva sem nenhuma ação concreta e um mínimo resultado ou compromisso com a realidade. Um apagar das luzes que torna o casarão da rua Vicente Machado, onde ainda está a sede do partido, cada vez mais sombrio e fantasmagórico.

4 ideias sobre “Fracasso

  1. Sergio Silvestre

    Estive sim nessa reunião, e não eram meros gatos pingados,o recinto estava lotado e ali tinha uma raspa que sobrou de homens sérios e probos.Não tinha ali um PESSUTI por exemplo,até por que ele,Doatico e outros reles políticos estão hoje aliados ao PMDB bandido.Eu morava no Centro Comercial no nascimento do PMDB autentico,mas que já tinha ali figuras que mais tarde foi se vendo que eram aqueles não idealistas e sim parte destes remanescentes que ai estão,Belinati ,José Richa,Helio Duque,e mais uns tantos que ficaram pelo meio do caminho da probidade e partiram para o vale-tudo,vindo para meu bolso.
    Hoje aqui na boca maldita,onde se reúnem alguns antigos membros,só sobrou uma escumalha,uma nata fétida de gente que se beneficiou da politica para se dar bem.
    Admiro o Requião,um sr de 76 anos ainda com muito vigor para lutar,e entre os Pessutis,Doaticos,Belinatis,Richas,ele é anos-luz melhore hoje tem tres grandes políticos confiáveis no Parana,Requião,Alvaro e Osmar,o restp é curva de rio,coisa para se descartar no vaso sanitario.

  2. Valdir Tabaco

    Este veiaco do silvestre jacu é um arremedo de pardal – ninguem sabe pra que serve.

    Elza Correa oradora?
    Faltou citar outros

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>