17:06Falando grosso e querendo mais

Rafael Grega falou grosso com sindicatos e quem é contra ajuste fiscal que está para cair na cabeça dos curitibanos. Não foi assim com Donato Gulin, dono de 70% das empresas que fazem o transporte público em Curitiba. Logo depois que a passagem de ônibus subiu feito míssil, os dois foram vistos num regabofe dois no restaurante do Country Club. Quem deve ter reclamado foi o empresário, que continua chiando pelo setor que representa pois, para este, a pancada foi branda no lombo da ninguenzada.

+

3 ideias sobre “Falando grosso e querendo mais

  1. joao marcos

    O monopólio do transporte coletivo. Este é o maior dos problemas, difícil de admitir, mas tem preço.

  2. Gajola

    Esse é o Greca. Alguém imaginava que ele tinha mudado? Depois que ele passou pela pós-graduação de Requião e agora cursa a escola do Beto Richa, além de ter como ensino básico o Lerner, ele só ficou ainda mais parecido com quem sempre foi.

  3. Juca

    O destempero de Greca numa reunião na CIC, foi a pura e cristalina demonstração de que há um grave problema psicológico de desequi8librio , já chega próximo a paranoia.
    Exibe dados aos gritos e ainda saiu com uma pérola ” quem não gostar que se mude”.
    Não há estudos comprovados pela ciência da reencarnação, mas neste caso estamos próximos de vários imperadores do mundo, pois ele se julga dono da cidade, dono da prefeitura, quase dono do mundo.
    Logo o namoro já não tão bem estruturado entre ele e o governador desabará, mas, devemos rezar para que antes as veias imperiais e “romanescas” não coloquem fogo na cidade e não exista a possibilidade de indicar algum “equino” como senador, tudo isso na reencarnação de Nero e Calígula. Como dizem por aí isso é “expressionante”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>