10:17Esgoto no Parque Histórico

O Ministério Público do Paraná informa:

MP-PR processa município de Pinhais e Sanepar

A 2ª Promotoria de Justiça de Proteção ao Meio Ambiente de Curitiba ajuizou ação civil pública contra o município de Pinhais (região metropolitana de Curitiba) e a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), por causa de um despejo irregular no Parque Histórico de Curitiba.

De acordo com a Promotoria, a ação foi motivada por reclamação, segundo a qual o município de Pinhais teria desviado tubulações por onde se despejam diariamente, além de águas pluviais, esgoto sanitário e detritos industriais, para dentro do Parque Histórico de Curitiba, também conhecido como “Vilinha”, às margens do Rio Atuba, na região do Bairro Alto.

O MP-PR aponta que a Sanepar, responsável pelo fornecimento de água e pelo tratamento de esgoto sanitário no município de Pinhais, foi autuada pelo lançamento de esgotos sem o devido tratamento no Rio Atuba, razão pela qual também integra o pólo passivo da ação.

Na ação civil pública, que tramita desde o início de outubro na 8ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba sob o número 0005572-44.2012.8.16.0179, o promotor de Justiça Sérgio Luiz Cordoni requer que o município de Pinhais remova as tubulações de drenagem e regularize o lançamento de águas pluviais com contaminação de efluentes. Também pede à Justiça que a Sanepar implante rede coletora de esgotos domésticos que atenda a região do Parque Histórico de Curitiba.

4 ideias sobre “Esgoto no Parque Histórico

  1. Elton

    Francamente! Fora Ghignone! Depois das primeiras denúncias da PF sobre o lançamento de esgoto sem tratamento nos rios da bacia do Alto Iguaçú a empresa, além de não dar satisfação a população, gastou dinheiro em propaganda veiculadas em rádio e TV que tenta mostrar o seu “respeito” pela população que paga pelos serviços não prestados…

  2. Pablo

    Depois do abraço de seus funcionários eles acham que podem continuar jogando merda em tudo e não prestar os devidos serviços de tratamento…

  3. Zangado

    Ponto para o Promotor Sergio Cordoni !!!
    Este sim está dando choque de gestão nessa tchurma !!!
    Mas, ainda que mal pergunte: e a responsabilização dos gestores públicos ?
    Eles descumpriram a lei.
    Sem responsabilização – prevista também na lei ambiental – fica-se sempre no “permissivo” … então, eles passam, fazem ou permitem as malfeitorias e vão embora a cada eleição ou gestão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>