5:46E o irmão?

O senador Alvaro Dias (PV) se disse constrangido com a citação de 29 colegas nas delações da Odebrechet. Em entrevista a Nonato Viegas, da coluna Expresso, da revista Época, atacou também o presidente Michel Temer dizendo ser ele o culpado por indicar tantas pessoas envolvidas na Lava Jato (ler abaixo). Muito bem!! Mas, ao que consta, até agora o ex-governador e pré-candidato à presidência da República não se manifestou sobre a presença do nome do irmão, o ex-senador Osmar Dias (PDT), que está em campanha para o governo do Paraná, nas mesmas delações. A conferir. 

Senador diz estar constrangido com a citação de 29 colegas em delações da Odebrecht

Alvaro Dias (PV-PR) afirma, também, que Temer é culpado, por indicar para o ministério tantas pessoas envolvidas na Lava Jato

O senador Alvaro Dias (PV-PR) afirmou a EXPRESSO estar constrangido com a citação de 29 colegas senadores nas delações de ex-executivos da Odebrecht. Eles serão alvos de inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF). Dias diz, ainda, que o presidente Michel Temer levou a crise para o Planalto ao indicar tantos ministros (nove) envolvidos no escândalo da Lava Jato. “Ele [Temer] é o responsável por seu governo ter tantos ministros listados, agora. Manteve o balcão de negócio do governo anterior e se recusou a afastar gente que sabe que pratica a velha política, da troca de favores, da corrupção. Ele mesmo só não foi citado porque é presidente. Na verdade, de certo modo, a situação do país está tão feia que o estão protegendo”, disse

2 ideias sobre “E o irmão?

  1. Ademar Luiz Vieira

    Lembro como se fosse hoje, o debate na tv, Requião e Osmar Dias.
    Requião cobra do em tão senador Osmar Dias, como foi que ele havia comprado aquela super fazenda no Pará.
    Osmar enrolou enrolou e não respondeu.
    Agora com as denuncias tudo ficou respondido.
    Perdeu meu voto Osmar Dias.

  2. Fã do Álvaro Dias

    Zé, o Álvaro Dias, nosso paladino, foi citado sim, junto com o MALUF:

    PETIÇÃO 6.830 (260)
    ORIGEM : PET – 6830 – SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

    PROCED.
    1. Trata-se de petição atuada com lastro no Termo de Depoimento n. 6 de Pedro Augusto Ribeiro Novis, o qual trata de “ irregularidades praticadas pelo grupo ODEBRECHT, especialmente na década de 1980 e início da década 90, durante a gestão dos então governadores Leonel Brizola (83/86 – contratos para a realização do Sambódromo e CIEPS), Paulo Maluf (80/82 – FEPASA, duplicação da Ferrovia Campinas/Santos e Usina Hidrelétrica de Nova Avanhandava), Álvaro Dias (87/90 – campanha com frustração na obtenção de obras) , Marcelo Miranda (87/90 – contratação de diversos trechos rodoviários no) [...]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>