8:38Dunga paz e amor

O técnico Dunga, em sua versão paz e amor, espancou a maioria dos jogadores da seleção brasileira que comanda ao fazer aquele comentário sobre afrodescendentes, palavra que decorou para ser politicamente correto, apesar de ter vontade de usar os termos comuns, ou seja preto ou negro – o que dá na mesma. Depois se desculpou em nota oficial, mas ferida na alma não se cura com letrinhas escritas por assessor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>